Geral

Defesa de ex-governador Leonel Pavan apresenta contra-argumentação a recurso de MPSC

19 Jan 2012 - 15h31

A defesa do ex-governador Leonel Pavan (PSDB) entregou nesta quarta-feira à Justiça a contra-argumentação ao recurso da Promotora de Justiça Juliana Padrão Serra, sobre a denúncia da Operação Transparência envolvendo o tucano.

Os três advogados de Pavan que assinam a defesa argumentam que o Ministério Público (MPSC) não apresentou indícios suficientes que justifiquem a abertura do processo contra seu cliente e afirmam que a promotora "pretende condená-lo sem qualquer oportunidade de defesa e produção de provas com base na simples alegação de que é culpado". A defesa pede a manutenção da decisão do magistrado que rejeitou a denúncia, afirmando que os argumentos do recurso do MPSC se baseiam em "meras ilações".

A denúncia contra o ex-governador Pavan não foi aceita pelo juiz da comarca da Capital, Alexandre Rosa, que considerou que a ação do Ministério Público não descrevia qual ato, como vice-governador, Pavan efetuou para beneficiar a empresa em questão. A promotora entrou com recurso e caracterizou a decisão do magistrado como "cerceamento à acusação", dizendo que o processo-crime foi "abortado".

A Operação Transparência veio a público no final de 2009, quando Pavan se preparava para assumir o governo com a renúncia de Luiz Henrique da Silveira (PMDB) para concorrer ao Senado. O então vice-governador foi acusado pelo MPSC de ter intercedido para reativar o registro de uma empresa de combustíveis que teve o registro estadual cassado por conta de dívidas do governo.

Na época da denúncia, como Pavan era vice-governador, ele tinha foro privilegiado e o processo seguiu direto para o Tribunal de Justiça. Por conta do cargo, o TJSC também teve que pedir a autorização da Assembleia para avaliar a denúncia. Quando estava se encaminhando para a relatora se manifestar sobre a denúncia, Pavan assumiu o governo e, com novo foro, o processo foi enviado para o Superior Tribunal de Justiça. Ao sair do governo, o caso voltou para a Justiça catarinense.

DIÁRIO CATARINENSE

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Geral

Média histórica do Auxílio-Cidadão de Jaraguá apresenta nova elevação em março

Desde o início da pandemia, o número de benefícios mensais concedidos se mantém acima da média de três mil. Em 2021, o valor investido é de quase R$ 1,4 milhão
Média histórica do Auxílio-Cidadão de Jaraguá apresenta nova elevação em março
Geral

Estabelecimentos turísticos podem usar cadastros gratuitos para divulgação

Cadastur e Viaje+SC dão visibilidade aos estabelecimentos em todo o País e fora dele
Estabelecimentos turísticos podem usar cadastros gratuitos para divulgação
Geral

Companhia aérea é condenada a indenizar casal de Jaraguá por dano moral

Casal pagou por poltronas mais confortáveis, em viagem para os EUA, mas não conseguiu usar
Companhia aérea é condenada a indenizar casal de Jaraguá por dano moral
Geral

Social chama munícipes para atualização do Cadastro Único em Guaramirim

Serão atendidas as famílias que tenham realizado sua última atualização cadastral no ano de 2019 ou antes
Social chama munícipes para atualização do Cadastro Único em Guaramirim
Ver mais de Geral