Imobiliária Coralli
Geral

Crescimento da economia em 2012 deve ficar em torno de 1%, estima Fiesp

27 Fev 2013 - 15h16

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, estima que o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de 2012 ficará em 0,9% ou 1%. O resultado oficial deverá ser divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na próxima sexta-feira (1º). Para 2013, Skaf está mais otimista e estima expansão de 2,5% a 3%.


"O crescimento de 2012 já frustrou e não é nenhuma novidade. Agora, o que importa é que nós já estamos quase em março de 2013 e o que importa é o que irá acontecer em 2013. E a expectativa é crescimento em torno de 2,5% a 3%", disse. Ele informou ainda que os números no final do ano e no começo de 2013 já sinalizavam um crescimento melhor para este ano.

A estimativa do presidente da Fiesp, porém, está abaixo da previsão do ministro da Fazenda, Guido Mantega, que indicou 4% de crescimento da economia brasileira em 2013 ao conversar com jornalistas no final do ano passado. O ministro tem dito que o mercado estima uma expansão entre 3% e 4% e que isso representa uma aceleração significativa na comparação com o ano passado.

Segundo o boletim Focus, divulgado esta semana pelo Banco Central, a estimativa de analistas do mercado financeiro consultados pela instituição é que a economia cresça 3,1% este ano, projeção inferior à do ministro Guido Mantega.


Paulo Skaf participa da 40ª Reunião Ordinária do Pleno do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES), coordenada pela presidenta Dilma Rousseff no Palácio do Planalto. O encontro tem como tema principal a discussão sobre investimentos e recomendações para sustentar e acelerar a trajetória de desenvolvimento do país, com geração de emprego e renda, expansão e diversificação da base industrial. Participam da reunião, que ocorre em comemoração aos dez anos do CDES, autoridades do governo e empresários.

AGÊNCIA BRASIL

Matérias Relacionadas

Geral

Ninguém acerta a Mega-Sena e prêmio acumulado vai para R$ 60 milhões

As dezenas sorteadas foram as seguintes: 03 - 07 - 17 - 20 - 48 - 50
Ninguém acerta a Mega-Sena e prêmio acumulado vai para R$ 60 milhões
Economia

Pedidos de seguro-desemprego caem 9,3% na primeira metade de setembro

No acumulado do ano, total de requerimentos sobe 6,7%
Pedidos de seguro-desemprego caem 9,3% na primeira metade de setembro
Esportes

Organizadores de Tóquio propõem redução de funcionários nos Jogos

Também é cogitada a redução do funcionamento dos espaços para treinos
Organizadores de Tóquio propõem redução de funcionários nos Jogos
Variedades

Cultivo de Plantas Alimentícias Não Convencionais é tema de curso online da Epagri no dia 30

Não é preciso se inscrever para participar do curso, basta acessar o link no dia e hora marcados
Ver mais de Geral