CMG - Setembro
Geral

Correios entram em greve por tempo indeterminado a partir desta quarta-feira

Os correios de Jaraguá do Sul também aderiram à grave nacional

11 Set 2019 - 10h37Por Camila Silveira Rosa
Correios entram em greve por tempo indeterminado a partir desta quarta-feira - Crédito: Divulgação Crédito: Divulgação

Funcionários da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos de todo o país, entraram em greve nesta quarta-feira (11). A paralisação é por tempo indeterminado e a categoria busca impedir a redução de salários, de benefícios e é contra a privatização da estatal.

A principal reivindicação é o ajuste salarial de 0,8%. Entretanto, os trabalhadores querem também a reconsideração quanto a retirada de pais e mães do plano de saúde e melhores condições de trabalho.

Em nota, a Federação Interestadual dos Sindicatos dos Trabalhadores e Trabalhadoras dos Correios (Findect), afirmou que "A decisão foi uma exigência para defender os direitos conquistados em anos de lutas, os salários, os empregos, a estatal pública e o sustento da família".

O balanço do impacto sobre a greve, não foi divulgado pela estatal, que fala em “paralisação parcial”. Os correios de Jaraguá do Sul também aderiram à greve nacional.


Quer ser o primeiro a saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região? CLIQUE AQUI e receba direto no seu WhatsApp!

Matérias Relacionadas

Corupá

Acidente de trabalho movimenta os Bombeiros de Corupá

Os Bombeiros foram acionados no bairro Seminário
Acidente de trabalho movimenta os Bombeiros de Corupá
Schroeder

Jovem cai de uma altura de aproximadamente três metros em Schroeder

A ocorrência aconteceu no bairro Sossego
Jovem cai de uma altura de aproximadamente três metros em Schroeder
Geral

SINE divulga vagas de emprego disponíveis em Jaraguá do Sul

Interessados devem comparecer à agência Sine em Jaraguá do Sul, no piso térreo da Rodoviária
SINE divulga vagas de emprego disponíveis em Jaraguá do Sul
Brasil

Aprovada, reforma das telecomunicações depende agora de regulamentação

A efetivação da proposta, no entanto, dependem de complexas regulamentações. A lei segue agora para sanção do presidente Jair Bolsonaro
Aprovada, reforma das telecomunicações depende agora de regulamentação
Ver mais de Geral