GNet
Caraguá
GERAL

Correios dizem que acionaram autoridades ao detectarem ação suspeita no PR

28 Fev 2019 - 14h47Por Marina Dayrell

Os Correios se manifestaram nesta quinta-feira, 28, sobre operação da Polícia Federal (PF) no Paraná que cumpriu, mais cedo, mandados de prisão temporária e busca e apreensão contra empregados e funcionários terceirizados nas cidades de Curitiba e Pinhais, na região metropolitana da capital paranaense.

"Sobre a operação deflagrada hoje (28) pela Polícia Federal no Centro de Encomendas Internacionais, em Pinhais (PR), os Correios informam: a empresa detectou a atividade suspeita de alguns empregados e imediatamente acionou a Polícia Federal, que iniciou as investigações e realizou as prisões".

"Há muitos anos os Correios já vêm trabalhando em parceria com as forças policiais para coibir crimes por meio do fluxo postal. A empresa desenvolve políticas rígidas de segurança, além de realizar operações diárias de fiscalização. Quando alguma irregularidade é identificada, as autoridades competentes são acionadas.

"Os Correios também investem constantemente na melhoria de seus equipamentos e sistemas de segurança postal. No caso em questão, os empregados terceirizados serão desligados e quanto aos concursados, o assunto será submetido à Corregedoria da empresa para as providências cabíveis. A empresa destaca que a conduta dos detidos não condiz com as normas da instituição e não reflete o comportamento do seu quadro de pessoal".

O caso

De acordo com a PF, todos os suspeitos trabalhavam no setor de triagem de objetos internacionais e foram presos dentro do Centro de Encomendas Internacionais dos Correios em Curitiba, durante o expediente de trabalho. Os federais dizem que os funcionários "agiam de forma dissimulada e promoviam a ruptura de certas encomendas internacionais e se apropriavam de seus conteúdos".

Caraguá

Matérias Relacionadas

Geral

Morre Jonatas, menino portador de AME famoso por campanha solidária

"Estamos arrasados", disse família do menino de cinco anos
Morre Jonatas, menino portador de AME famoso por campanha solidária
Geral

Processo criminal da tragédia em Brumadinho pode voltar à estaca zero

Possível federalização do caso anularia sentenças da Justiça estadual
Processo criminal da tragédia em Brumadinho pode voltar à estaca zero
Geral

Olavo de Carvalho morre, aos 74 anos

Informação foi dada pela família nas redes sociais
Olavo de Carvalho morre, aos 74 anos
Geral

Você sabe onde vender suas produções de vídeo?

Como já podemos imaginar, o vídeo é um dos principais formatos de mídia mais consumidos na internet.
Ver mais de Geral