dengue
banana mais doce do Brasil

Confirmado selo de Banana Mais Doce para região de Corupá

24 Ago 2018 - 13h05

A confirmação da IG foi feita pelo INPI à Associação dos Bananicultores de Corupá (Asbanco), depois que a consulta pública não obteve qualquer questionamento sobre o pedido de registro.


O registro da Indicação Geográfica de “Banana Mais Doce do Brasil” para Corupá, Jaraguá do Sul, Schroeder e São Bento do Sul deve ser publicado na próxima terça-feira (28), na Revista da Propriedade Industrial do INPI destacando que a banana produzida na região é diferenciada das outras produzidas no País.

O trabalho para o reconhecimento da banana da região de Corupá como a mais doce do Brasil foi desenvolvido ao longo de 12 anos, tendo começado com a Asbanco e depois recebeu a consultoria do Sebrae/SC e o parceria com as cidades de Jaraguá do Sul, Schroeder e São Bento do Sul. Com o slogan “Doce por Natureza”, a intenção é diferenciar a banana produzida na região de Corupá das demais, devido ao clima e ao relevo que trazem características únicas à fruta.

A exemplo de outros produtos no mundo, o selo de Indicação Geográfica destaca a qualidade superior da fruta local. A certificação dá início a uma nova fase na bananicultura, especialmente na comercialização do produto com boa expectativa de valorização maior da banana no mercado.

Para o prefeito de Corupá João Carlos Gottardi, por meio da aquisição do selo de Indicação Geográfica (IG) da banana e de seis produtos à base da fruta, o prefeito comenta que Corupá e região passarão a agregar valor econômico à banana, beneficiando produtores e empresas que trabalham com a fruta.

Atualmente, o Brasil é o quinto produtor mundial da banana, tendo Santa Catarina como o terceiro Estado produtor nacional. A região de Corupá é a maior produtora estadual, representando 40% do total, com 1.087 famílias de bananicultores, gerando mais de 5 mil empregos diretos.


Como chegou-se à IG

Desde 2014, os produtores de banana de Corupá por meio da Asbanco em parceria com o Sebrae lideram movimento na região para a busca do selo de Indicação Geográfica (IG), do Ministério da Agricultura. Com o slogan "Doce por Natureza”, foram realizados estudos e levantamentos para comprovar que a fruta produzida na região de Corupá é a mais doce do Brasil e que foram concluídos no final de 2016 e agora comprovados pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI).

O grande diferencial da banana da região de Corupá é o sabor da fruta, que é mais doce do que as demais produzidas em outras regiões do País. O sabor se deve à combinação de clima, relevo e temperatura da região. Com um tempo maior para se desenvolver e amadurecer, a fruta acumula mais minerais e açúcares tornando a banana região de Corupá muito mais doce.


Segundo a diretora executiva da Asbanco Eliane Cristina Müller, a Indicação Geográfica será um fator determinante para adquirir vantagem econômica para a produção da região, proporcionando uma posição de destaque da região de Corupá no cenário comercial do País. “O reconhecimento pode se constituir como uma importante ferramenta para o desenvolvimento da região, pois permitirá o crescimento de todo o território seja por meio do turismo ou pela promoção de novos produtos e serviços”, acrescenta.


Mais sobre a Indicação Geográfica

As Indicações Geográficas são reconhecidas há muito tempo em países com grande tradição na produção de vinhos e produtos alimentícios, como França, Portugal e Itália. No Brasil, foi introduzida com a promulgação da Lei Propriedade Intelectual em 1996.

O termo "indicação geográfica" é firmando quando produtores, comerciantes e consumidores começaram a identificar que alguns produtos de determinados lugares apresentavam qualidades particulares, atribuíveis à sua origem geográfica, e começaram a denominá-los com o nome geográfico que indicava sua procedência.

Os produtos que apresentam uma qualidade única, explorando as características naturais, tais como geográficas (solo, vegetação), meteorológicas (clima) e humanas (cultivo, tratamento, manufatura), e que indicam de onde são provenientes são bens que possuem um certificado de qualidade atestando sua origem e garantindo o controle rígido de sua qualidade.

Alguns exemplos envolvendo produtos de notável qualidade e, certificados e identificados com indicações geográficas, são os vinhos tintos da região de Bordeaux, os presuntos de Parma, os queijos Roquefort, entre outros.

Matérias Relacionadas

Geral

Enchentes paralisaram 63% das indústrias gaúchas, revela pesquisa

Apesar dos impactos, 64,2% das empresas vão manter local de sedes
Enchentes paralisaram 63% das indústrias gaúchas, revela pesquisa
Economia

Caixa libera abono do PIS/Pasep para nascidos em julho e agosto

Valores variam conforme número de dias trabalhados no ano-base 2022
Caixa libera abono do PIS/Pasep para nascidos em julho e agosto
Geral

Narrador de futebol é internado na UTI após cair de cabine durante transmissão de jogo em SC

Queda ocorreu de uma altura de aproximadamente quatro metros
Narrador de futebol é internado na UTI após cair de cabine durante transmissão de jogo em SC
Geral

Trabalhador morre após cair de oito metros de altura em Guaramirim

Homem fazia serviços elétricos quando caiu de um andaime.
Trabalhador morre após cair de oito metros de altura em Guaramirim
Ver mais de Geral