Dengue

Confirmado primeiro caso de dengue em Jaraguá do Sul em 2013

16 Jan 2013 - 11h24

A Secretaria Municipal de Saúde confirmou nesta terça-feira (15) o primeiro caso de dengue em Jaraguá do Sul. O caso é importado, portanto a pessoa contraiu a doença em outra região, segundo a enfermeira Marinei Ostetto.  Hoje são seis casos suspeitos, sendo que um caso foi confirmado e os demais estão aguardando resultados de exames, que levam em média 07 dias para o resultado. Os outros casos suspeitos também retornaram de viagem em áreas onde ocorre a doença.

[jwplayer mediaid="66092"]

No ano passado ocorreram 11 casos suspeitos de dengue em Jaraguá do Sul e nenhum caso confirmado. Este ano já são cinco casos suspeitos e um confirmado. A enfermeira destaca que a população tem que fazer a sua parte:

[jwplayer mediaid="66090"]

Como evitar a Dengue? 

A principal maneira de evitar a dengue é não deixar o mosquito nascer, para isso:


1 - Evite que a água da chuva fique depositada e acumulada em recipientes como pneus, tampas de garrafas, latas e copos.

2 - Não acumule materiais descartáveis desnecessários e sem uso em terrenos baldios e pátios.

3 - Trate adequadamente a piscina com cloro. Se ela não estiver em uso, esvazie-a completamente sem deixar poças de água. Manter lagos e tanques com peixes que se alimentam de larvas.


4 - Lave com escova e sabão as vasilhas de água e comida de seus animais de estimação pelo menos uma vez por semana.

5- Coloque areia nos pratinhos de plantas e remova duas vezes na semana a água acumulada em folhas de plantas. Em bromélias, utilizar jato forte de água nas folhas a cada dois dias.

6 - Mantenha as lixeiras tampadas, não acumule lixo e entulhos e guarde os pneus em lugar seco e coberto.

7- Vale lembrar que os locais mais prováveis para que o mosquito coloque os ovos são os que ficam à sombra e com água limpa. 

Santa Catarina receberá R$ 3,4 milhões para ações de combate à Dengue. Os recursos oriundos do Governo Federal serão distribuídos a todos os municípios do Estado para intensificar as medidas de vigilância, prevenção e controle do Aedes aegypt, mosquito transmissor da doença. O adicional representa um subsídio de 20% do valor anual do Piso Fixo de Vigilância e Promoção da Saúde e será repassado em parcela única.

Para a ministra-chefe da Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República (SRI-PR), Ideli Salvatti, o trabalho no combate ao mosquito transmissor em Santa Catarina, serve como modelo para o país, e mostra que é possível erradicar a doença no Brasil nos próximos anos. "Em 2012, não foi registrado nenhum caso grave de dengue no estado.

Matérias Relacionadas

Jaraguá do Sul

Segunda edição da Feijoada do HMJ será via drive-thru

O objetivo da ação é levantar fundos para a manutenção das atividades do HMJ
Segunda edição da Feijoada do HMJ será via drive-thru
Jaraguá do Sul

Vendaval provocou a interrupção de energia elétrica em 75 mil unidades consumidoras de Jaraguá do Sul

No site da Celesc, até a tarde desta quinta-feira (2), haviam 6.787 unidades consumidoras com o fornecimento interrompido
Vendaval provocou a interrupção de energia elétrica em 75 mil unidades consumidoras de Jaraguá do Sul
Variedades

Grupo promove encontros semanais para valorizar a amizade

De acordo com o idealizador do espaço, João Andrade, a intenção é valorizar os idosos, e mais ainda, nesta crise da pandemia
Grupo promove encontros semanais para valorizar a amizade
Santa Catarina

Ciclone: Celesc restabelece 85% do sistema elétrico catarinense

Em todo estado, neste momento cerca de 226 mil unidades consumidoras ainda estão sem energia
Ciclone: Celesc restabelece 85% do sistema elétrico catarinense
Ver mais de Geral