GNet
Chuva

Chuvas no Paraná atingem mais de 11 mil pessoas

11 Out 2015 - 10h35
A Defesa Civil do Paraná atualizou na noite deste sábado (10) o boletim de danos causados pelas chuvas que tiveram início na quinta-feira (8). O número de cidades atingidas subiu de 18 para 19, com 11.452 pessoas prejudicadas e 2.828 casas danificadas.

Desde o último boletim, a novidade foi a inclusão de Cafelândia, onde foi registrado um tornado. Não houve feridos ou casas danificadas.

O município que mais registrou estragos foi Ipiranga, nos Campos Gerais. A prefeitura já declarou estado de calamidade pública - são mais de R$ 32 milhões em prejuízos. O granizo atingiu 7.148 moradores e danificou 1.780 residências, além de mais de 50 prédios públicos.

Até a publicação desta reportagem, três pessoas continuavam desabrigadas em Ipiranga.

Ao todo, 25 pessoas ficaram feridas ao tentarem consertar os telhados das suas casas. Neste sábado, a Secretaria Estadual de Saúde deve instalar um hospital de campanha na cidade. O único do município foi interditado devido às goteiras e infiltrações. As unidades básicas de saúde (UBSs) também foram danificadas.

 

Além do hospital provisório, o Governo do Paraná determinou o repasse de R$ 500 mil para a prefeitura comprar medicamentos, insumos e outros equipamentos necessários para garantir o atendimento de saúde na cidade.

A Associação dos Municípios dos Campos Gerais (AMCG) recolhe donativos para as famílias atingidas pela chuva. As doações podem ser entregues na sede da AMCG, em Ponta Grossa, na Rua Ataulfo Alves, 351, no Jardim América. Nas demais cidades que pertencem à AMCG, os donativos podem ser levados às sedes das prefeituras.

Reserva do Iguaçu, Irati e Guarapuava, na região central do estado, também registraram estragos. Já no sul do Paraná, a cidade mais prejudicada foi Rio Negro. Na tarde de sexta-feira (9), um tornado atingiu o distrito de Palmitópolis, em Cafelândia, na região oeste. Os ventos de até 115 km/h destruíram um aviário com 21 mil aves. A maioria morreu. Confira a situação de todas as cidades atingidas:


- Borrazópolis: 1.000 pessoas e 200 casas danificadas;
- Cafelândia: registro de tornado.
- Cambé: 44 pessoas e 17 casas;
- Cascavel: 1.600 pessoas e 410 casas;
- Dois Vizinhos: 500 pessoas, 20 desalojados e 100 casas;
- Guarapuava: 69 pessoas e 16 casas;
- Ipiranga: 7.148 pessoas, 3 desabrigados, 25 feridos e 1.780 casas;
- Irati: 60 pessoas e 22 casas;
- Juranda: 80 pessoas e 60 casas;
- Kaloré: 64 pessoas e 16 casas;
- Ouro Verde do Oeste: 30 pessoas e 6 casas;
- Pato Branco: registros ainda não atualizados;
- Reserva do Iguaçu: 250 pessoas e 50 casas;
- Rio Negro: 104 pessoas e 26 casas;
- Santa Helena: 25 pessoas e 5 casas;
- São José das Palmeiras: 300 pessoas e 70 casas;
- São Pedro do Iguaçu: 75 pessoas e 25 casas;
- Toledo: 10 pessoas e 2 casas;
- Umuarama: 93 pessoas, 2 desalojados, e 23 casas.

GNet

Matérias Relacionadas

Geral

Cartórios passam a receber denúncias de violência doméstica

Campanha Sinal Vermelho auxiliará mulheres de modo discreto e sigiloso
Cartórios passam a receber denúncias de violência doméstica
Saúde

Covid-19: Jaraguá antecipa vacina Pfizer para quem tomou a D1 até 31/8

Lembrando que a Central de Vacinas Covid-19 não atenderá mais aos domingos
Covid-19: Jaraguá antecipa vacina Pfizer para quem tomou a D1 até 31/8
Geral

Cães são encontrados mortos em sacos de lixo em Jaraguá

Animais estavam dentro de um 'Saco Verde', junto com material reciclável
Cães são encontrados mortos em sacos de lixo em Jaraguá
Educação

Jaraguá define calendário de matrículas e rematrículas na rede municipal de ensino

As escolas seguirão todos os protocolos se segurança contra a covid-19, nos casos em que seja necessário a presença das famílias para as matrículas e rematrículas.
Jaraguá define calendário de matrículas e rematrículas na rede municipal de ensino
Ver mais de Geral