Ceia de Natal

Ceia de Natal será mais magra para 47% dos consumidores

15 Dez 2016 - 16h06

Aproximadamente 47% dos consumidores preveem que a Ceia de Natal deste ano será menos farta que a do ano anterior. O dado é da pesquisa nacional Hábitos de Consumo, da Boa Vista SCPC, que mostrou também que esse percentual é ainda maior nas classes D/E (55%), assim como na região Norte (55%). Outros 42% dos consumidores declaram que a Ceia de Natal deste ano terá a mesma fartura em comparação a última ceia. Para 11% a Ceia de Natal deste ano será mais farta, contra 14% registrados no ano passado.


O levantamento revelou também que o valor médio total pretendido com todas as despesas no Natal e Fim de Ano não deve ultrapassar R$ 449,84, gasto 25% inferior à renda familiar de 56% dos respondentes. Fazem parte das despesas, compras de alimentos, presentes, viagens e itens de outras necessidades. Outros 37% dos respondentes afirmam que o comprometimento com a renda neste período do ano ficará entre 25% a 50% e os outros 7% superior a 50% da renda.

De 2015 para 2016, aumentou em 6 p.p. (48% para 56%) o número de consumidores que pretendem comprometer menos de 25% da renda familiar. Já entre os que pretendem comprometer de 25% a 50%, houve uma queda de 7 p.p., em comparação a 2015 (44% para 37%).

Na divisão por classe social, 78% dos consumidores das classes D/E pretendem gastar até R$ 500. O ticket médio dos que pretendem gastar menos será de até R$ 409,75, contra R$ 608,29 entre os que gastarão mais que o ano anterior. Quanto menor o valor declarado a ser gasto, com as compras de Natal e Fim de Ano, maior é o percentual de consumidores que informam que este valor comprometerá menos de 25% da renda familiar mensal.

Já na divisão por regiões do país, 54% dos consumidores na região Sudeste pretendem comprometer menos de 25% da renda familiar com os gastos de Natal e Final de Ano. Por outro lado, estes gastos de Final de Ano representarão mais de 25% da renda familiar mensal, para 58% dos consumidores das classes DE, passando para 29% na classe C e apenas 16% nas classes AB.

Sobre a pesquisa

A pesquisa Hábitos de Consumo para o Natal e Final de Ano, da Boa Vista SCPC, teve por objetivo identificar a pretensão de compra do consumidor para o Natal de 2016 e Final de Ano, o valor pretendido para as compras dos presentes, a forma como o consumidor pretende utilizar o 13º salário, e as expectativas para 2017 quanto à economia brasileira e a situação financeira pessoal.


A Boa Vista SCPC utilizou a metodologia quantitativa para realização da coleta das informações, por meio de pesquisa eletrônica via internet, ao longo do período de 17 a 28 de outubro de 2016. O universo da pesquisa é representado por consumidores que buscaram informações e orientações no site Consumidor.

Matérias Relacionadas

Jaraguá do Sul

Médicos alertam para pico da doença e necessidade de medidas de prevenção

Para os profissionais de saúde, aumento de casos é reflexo de atitudes contrárias às recomendações sanitárias
Médicos alertam para pico da doença e necessidade de medidas de prevenção
Política

Presidente Jair Bolsonaro testa positivo para covid-19

Resultado do exame realizado ontem saiu nesta terça-feira
Presidente Jair Bolsonaro testa positivo para covid-19
Santa Catarina

Ciclone em SC: Estado contabiliza prejuízos de R$ 277,8 milhões

Segundo dados da Defesa Civil, pelo menos 204 municípios registraram estragos em função do ciclone
Ciclone em SC: Estado contabiliza prejuízos de R$ 277,8 milhões
Jaraguá do Sul

Plano regional do turismo pós-pandemia será lançado virtualmente nesta quarta

A iniciativa busca promover ações integradas nas áreas de capacitação, comunicação, produtos turísticos e captação de recursos à retomada gradativa do setor de turismo, a serem implementadas a curto, médio e longo prazo
Plano regional do turismo pós-pandemia será lançado virtualmente nesta quarta
Ver mais de Geral