Unimed - Capa
Geral

Catarinenses vão consumir R$ 56 bilhões em 2012

26 Nov 2012 - 16h40

As famílias de Santa Catarina vão consumir R$ 56 bilhões em produtos e serviços em 2012, 24% a mais do que em 2011. As principais despesas serão em alimentação (dentro e fora de casa), com R$ 13,5 bilhões, compra ou manutenção de veículos, com R$ 10 bilhões, e vestuário, com R$ 4,5 bilhões. Juntas, as classes B e C - a chamada classe média - serão responsáveis por 81% dos gastos.



As projeções são da Pyxis, um sistema de informações demográficas, econômicas e de consumo do Grupo Ibope, por meio do Ibope Inteligência, e foram publicados na edição 2012 do Índice de Marcas de Preferência e Afinidade Regional (Impar), realizado pelo Grupo RIC. O levantamento, que está em sua quinta edição, traça um perfil do consumidor catarinense e seus principais hábitos de consumo, além de apontar quais são as marcas, em diversas categorias de produtos e serviços, mais lembradas do Estado.   - Clique aqui para acessar a pesquisa na íntegra
No total, a pesquisa consultou 1,4 mil pessoas a partir de 16 anos, de todas as classes sociais, de 62 municípios que abrangem oito regiões catarinenses. Os números revelam diferenças peculiares dos gastos das pessoas mais ricas em relação às mais pobres. O consumidor da classe A, por exemplo, prefere investir seu dinheiro em artigos de decoração (30,3%) e em CDs e DVDs (25,2%).    Já 60% dos consumidores da classe B vão gastar em ensino (mensalidades e matrículas), enquanto outros 58,7% disseram que usarão seu dinheiro para pagar o combustível do carro. Na classe C, o cigarro (53,6%) e alimentos de mercearia (51,7%) lideram os gastos. Catarinenses poupam pouco   O consumidor catarinense não tem o hábito de poupar ou investir seu salário. Apenas 22% dos entrevistados pelo Impar revelaram separar uma quantia da sua renda mensal. Ainda assim, quando isso acontece, o valor é muito baixo: 33% reservam apenas 10% - alguns especialistas recomendam até 30%, quando possível. A poupança segue sendo o principal investimento daqueles que poupam parte da remuneração, com 87% de preferência.  

Futuro da economia   Para 40% dos catarinenses, a economia global vai permanecer igual ao que está hoje nos próximos 12 meses. O pessimismo em relação ao assunto é confirmado ao se levar em consideração aos que acreditam que ela vai piorar: 34%.   Quando o assunto é a economia brasileira, os índices melhoram um pouco, já que apenas 20% acreditam que ela irá piorar no próximo ano. Outros 49% acham que tudo vai permanecer como está, enquanto 28% acreditam em melhorias.   Em âmbito estadual o otimismo é um pouco maior. Para quase metade dos catarinenses (48%) a economia do Estado permanecerá igual nos próximos 12 meses. Por outro lado, 33% acreditam que ela vai melhorar e apenas 17% acham que ela vai piorar.   Comércio eletrônico   Fazer compras pela internet parece ser um hábito distante do cotidiano do catarinense. Dos 1,4 mil entrevistados, apenas 14% afirmaram já terem comprado algo via web. Dentro desse grupo, a maioria diz realizar pelo menos uma compra por mês ou a cada dois meses.   Os eletrônicos são os produtos mais comprados pela internet, com 41% das indicações dos entrevistados, seguidos por eletrodomésticos, com 30%. Entre as vantagens do comércio eletrônico, 47% apontaram a possibilidade de pesquisar onde há o menor preço. Comprar a qualquer hora do dia e não precisar se deslocar até a loja foram pontos lembrados, cada um, por 19% dos catarinenses.  

Viagens   Quase metade dos catarinenses (49%) costuma ir para a praia durante o verão. O alto índice pode ser explicado pela diversidade e beleza de balneários de Santa Catarina. Para 19% deles, esta é a única viagem de lazer feita com a família no ano. No turismo de inverno, 11% disseram procurar a região Serrana do Estado.  

Personalidades   O Impar perguntou aos catarinenses quem eles acreditam ser referência em determinadas áreas. Na música, o vencedor foi Roberto Carlos, com 10%. O tenista Gustavo Kuerten foi eleito referência no esporte (16%) e também a personalidade que melhor representa Santa Catarina (50%).  

Destaques do Estado   Mesmo depois de ter sido incorporada pela Brasil Foods (ex-Perdigão), a Sadia ainda é a marca estadual da qual os catarinenses mais têm orgulho. Ela foi apontada por 18% dos entrevistados. Já Oktoberfest, de Blumenau, foi considerada também por 18% dos consultados como a melhor festa de Santa Catarina.  


Cidades   Entre as cidades catarinenses, Florianópolis foi apontada por 24% dos entrevistados como a que tem a melhor qualidade de vida do Estado. A capital também foi eleita a melhor cidade turística, com 47% de lembrança. Balneário Camboriú, com 23%, ficou com o título de melhor cidade turística do interior.  

 Marcas   Na edição deste ano, o Impar perguntou aos catarinenses quais eram as marcas mais lembradas e preferidas em 30 categorias, entre produtos e serviços. Além dos vencedores estaduais, o levantamento também apontou o resultado por grandes regiões do Estado, o que mostra que algumas marcas estão mais consolidadas nestas áreas.   Em âmbito estadual, algumas marcas vêm mantendo uma hegemonia desde 2007, ano da publicação da primeira edição do levantamento. São os casos do Banco do Brasil (categoria Banco), Teka (Cama, mesa e banho), Skol (Cerveja), Senai (Ensino de capacitação profissional), Drogaria Catarinense (Farmácia), BV Financeira (Financeira), Unimed (Plano de Saúde), Coca-Cola (Refrigerante), Angeloni (Supermercado) e Back (Vigilância e Segurança).  

www.noticenter.com.br

Matérias Relacionadas

Geral

Singapura estuda caso de bebê nascido com anticorpos da covid-19

Estudo está em andamento nos hospitais públicos da cidade-Estado
Singapura estuda caso de bebê nascido com anticorpos da covid-19
Geral

Cartórios já podem autenticar documentos por meio digital

Certificação de cópias passa a ser de forma online
Cartórios já podem autenticar documentos por meio digital
Geral

Equipamentos públicos prestam assistência às mulheres vítimas de violência

Os profissionais dos Creas auxiliam as mulheres vítimas de violações de direitos com encaminhamentos e orientações referentes a serviços de Saúde, Educação, Defensoria Pública, Jurídicos e outros que forem necessários
Equipamentos públicos prestam assistência às mulheres vítimas de violência
Geral

Chuva provoca alagamentos em Guaramirim; Veja fotos

Choveu mais de 124 milímetros na madrugada, causando alagamentos em diversos bairros.
Chuva provoca alagamentos em Guaramirim; Veja fotos
Ver mais de Geral