Delivery Much
GERAL

Câmara só deve voltar a debater questões sobre armas na próxima semana

14 Mai 2019 - 16h12Por Camila Turtelli

O decreto de armas de Jair Bolsonaro, as tentativas de sustar a medida presidencial e o projeto de lei que trata sobre posse de armas para proprietários rurais só devem voltar a ser debatidos pela Câmara dos deputados na próxima semana, quando o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), estiver de volta ao País de missão oficial nos Estados Unidos.

O líder da bancada da bala, o deputado Capitão Augusto (PR-SP), avalia que os parlamentares não vão levar os temas para o debate nesta semana. Augusto é o relator do projeto de lei que quer regulamentar a posse nas zonas rurais. "Nesta semana não vota, vamos tentar colocar na próxima", afirmou.

Segundo o deputado, o parecer elaborado por técnicos da Câmara que afirma que o decreto que amplia as permissões para porte de armas para uma série de categorias é ilegal também está em modo de espera. "Há uma briga política envolvida nessa questão também, mas a Casa não deve fazer nada sem um consenso", disse Augusto.

Deputados já apresentaram 15 projetos diferentes para sustar total ou parcialmente o decreto de Bolsonaro. O deputado Ricardo Izar (PP-SP), autor de um desses projetos, tem reunião hoje à tarde com parlamentares da bancada evangélica e da oposição para conseguir apoio.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Geral

Conselho do PPI recomenda concessão de florestas no Amazonas

Medida ainda depende de aval do presidente da República
Geral

Deslizamentos de terra danificam imóveis em Jaraguá

Três casas tiveram danos ocasionados por deslizamentos. Além disso, houve registros de quedas de árvores e outras ocorrências sem gravidade.
Deslizamentos de terra danificam imóveis em Jaraguá
Geral

Participe dos grupos de WhatsApp da Rádio Jaraguá

Pelo aplicativo você tem acesso às notícias mais importantes a qualquer momento
Participe dos grupos de WhatsApp da Rádio Jaraguá
Geral

Norma de pesagem é revisada e caminhoneiro pagará menos, diz ministro

Segundo ele, peso por eixo será substituído e tolerância, ampliada
Ver mais de Geral