caragua
caragua mobile
Dinheiro

Cabral pagou, em dinheiro, R$ 2,3 milhões por voos de helicóptero e avião

15 Fev 2017 - 11h59

Nove meses após deixar o governo do Rio, em janeiro de 2015, o ex-governador Sérgio Cabral pagou, em dinheiro, por várias viagens de helicóptero até Mangaratiba, na Região Sul do Estado do Rio, e de lá para o Palácio Guanabara ou para o aeroporto Santos Dumont, no Centro do Rio. As informações constam na denúncia do Ministério Público Federal (MPF) apresentada e aceita pela Justiça Federal nesta terça-feira (14). Para procuradores do MPF no Rio, a prática foi uma das formas de Cabral e de seu grupo "lavar" dinheiro.

caragua 3




De acordo com a denúncia, acatada pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal, o ex-governador pagou R$ 2,3 milhões com fretes de helicópteros, emissão de passagens aéreas e serviços de embarque e desembarque.



A denúncia desta terça indica que Cabral praticou 184 crimes. Ele já era réu em outros três processos em desdobramentos da Lava Jato: um na 13ª Vara de Curitiba, com o juiz Sérgio Moro, e em dois processos na 7ª Vara Federal Criminal do Rio, com Bretas.



Desde o ano passado, procuradores da Lava Jato no Rio tentam identificar codinomes que constam de uma planilha apresentada pelos irmãos Renato e Marcelo Chebar, delatores da Lava Jato. Um dos nomes, "Pierre", chamou a atenção. Ele era citado em 19 ocasiões.



Pierre Cantelmo Areas foi identificado e confirmou em depoimento na Procuradoria da República, no Rio, ter prestado os serviços de intermediação de voos, compra de passagem e taxas embarque e desembarque para Cabral entre 2004 e 2015.



Em depoimento ao MPF, Areas confirmou que recebia os pagamentos sempre em espécie ou com depósitos em dinheiro em sua conta. Os pagamentos eram feitos sempre por Carlos Miranda ou por Luiz Carlos Bezerra. Ambos estão presos e são apontados como operadores do ex-governador.





Os procuradores querem agora descobrir se Cabral fez todas as viagens ou se pagou voos para outras pessoas. Também querem entender por que algumas das viagens tinham como destino o Palácio Guanabara, sede do governo do Rio.


G1

caragua mobile

Matérias Relacionadas

Geral

Uso de cigarros eletrônicos em escolas é tema de reunião promovida pelo MPSC em Joinville

Dados da última Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar revelam que, em 2019, 16,8% dos estudantes no Brasil com idade entre 13 e 17 anos já haviam experimentado o cigarro eletrônico
Uso de cigarros eletrônicos em escolas é tema de reunião promovida pelo MPSC em Joinville
Geral

Projeto Mais Dança está com inscrições abertas para novos alunos em Jaraguá e Guaramirim

Interessados em participar devem ter entre oito e 18 anos. As inscrições podem ser feitas até o dia 29 de julho, através do site da SCAR
Projeto Mais Dança está com inscrições abertas para novos alunos em Jaraguá e Guaramirim
Geral

Agência da Celesc retoma atividades nesta sexta-feira em Jaraguá do Sul

Estatal emite nota e lamenta paralisação ter afetado as lojas de atendimento
Agência da Celesc retoma atividades nesta sexta-feira em Jaraguá do Sul
Geral

Rede Cooper adquire Supermercado Rodrigues em Joinville

Investimento integra o plano de expansão da cooperativa, que passa a ter 21 lojas em Santa Catarina
Rede Cooper adquire Supermercado Rodrigues em Joinville
Ver mais de Geral