Geral

Brasil reduziu desmate ilegal em 77% desde 2004, afirma Dilma

11 Jun 2012 - 13h55

A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta segunda-feira (11) que o desmatamento ilegal teve uma redução de 77% desde 2004 e atingiu o menor nível da história do país.


Leia mais no Especial Rio+20
Folha lança aplicativo sobre a Rio+20 para smartphone

Às vésperas da Rio+20, a presidente utilizou seu programa semanal de rádio "Café com a Presidenta" para listar ações de proteção ao ambiente, que foram apresentadas em cerimônia no Palácio do Planalto na última terça-feira (05), Dia Mundial do Meio Ambiente.

"Em 2011 nós registramos o menor desmatamento da história do país. Eu me orgulho muito de termos conseguido, diminuir o desmatamento ilegal em 77% quando a gente compara com os índices de 2004, ano em que o Brasil lançou o Plano de Ação para Prevenção e Controle do Desmatamento na Amazônia", disse.

A presidente afirmou que este resultado se deve à forte fiscalização realizada pelo governo e lembrou que mais de 80% da Floresta Amazônica está preservada hoje.

Na próxima quarta-feira, a presidente deve ir ao Rio de Janeiro para a abertura da Rio+20, conferência da ONU sobre desenvolvimento sustentável.

Dilma afirmou que o Brasil pretende apresentar ao mundo um modelo de desenvolvimento com base em três eixos: crescer, incluir e proteger. "O Brasil tem dado um grande exemplo de respeito ao meio ambiente, mas, também, de capacidade de combinar a proteção da natureza com a redução da pobreza e o crescimento econômico.

Na última década, elevamos 40 milhões de brasileiros à classe média, tiramos outras dezenas de milhões de brasileiros da pobreza e, ao mesmo tempo, reduzimos drasticamente o desmatamento da Amazônia e mantivemos o crescimento econômico", afirmou.

UNIDADES DE PRESERVAÇÃO

No programa, Dilma Rousseff também citou a criação de unidades de conservação e a regularização de terras indígenas, anunciadas na terça-feira.


De acordo com a presidente, o Brasil é responsável por 75% de todas as áreas de preservação ambiental criadas no mundo nos últimos nove anos. "Na semana passada, nós criamos duas novas Unidades de Conservação. Uma delas é a Reserva Biológica de Bom Jesus, no Paraná, que é uma área da Mata Atlântica; a outra é o Parque Nacional Furna Feia, na Caatinga do Rio Grande do Norte. Nós também ampliamos outras três Unidades de Conservação e oficializamos sete áreas indígenas", disse a presidente.

Ainda sobre as medidas já anunciadas, a presidente destacou o decreto que institui "compras sustentáveis" para o governo federal e a criação de unidades de proteção ambiental. Sobre as compras, Dilma afirmou que a União vai dar prioridade "a produtos e serviços que forem fabricados respeitando o meio ambiente".

"A partir de agora nós vamos exigir ou vamos dar prioridade a produtos e serviços que sejam produzidos ou feitos de forma sustentável. Isso significa que se a gente tiver dois fornecedores de um determinado produto, vamos comprar daquele que produz com menor impacto sobre as matas, o ar, o solo e os rios, com economia de água e energia", explicou.

Dilma Rousseff também citou a criação do programa Bolsa Verde, um benefício de R$ 300 pago pelo governo federal para famílias extremamente pobres que trabalhem com produção agrícola sustentável "sem desmatar ou destruir o meio ambiente". De acordo com a presidente, hoje 23 mil famílias recebem o benefício.

FOLHA.COM.BR

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Geral

Prefeitura de Corupá vai retomar Programa de Controle do Borrachudo

Prefeitura de Corupá vai retomar Programa de Controle do Borrachudo
Geral

Preço do pão francês deverá ser fixado próximo ao balcão de venda

Regras de comercialização do produto foram publicadas hoje no DOU
Preço do pão francês deverá ser fixado próximo ao balcão de venda
Geral

Homem é condenado a saldar dívida de empréstimo feito em nome da mãe em Jaraguá

O herdeiro, que firmou o contrato de adesão ao financiamento em 2009, deixou de honrar seu dever após a morte da mãe, sob a alegação de irregularidades na procuração
Homem é condenado a saldar dívida de empréstimo feito em nome da mãe em Jaraguá
Geral

Concluídas pavimentações em mais duas ruas de Jaraguá

Mais de 30 obras estão em andamento neste momento no município, com investimento de mais de R$ 30 milhões.
Concluídas pavimentações em mais duas ruas de Jaraguá
Ver mais de Geral