GERAL

Boechat morreu em decorrência de politraumatismo, aponta laudo

16 Fev 2019 - 00h07Por Felipe Resk

O jornalista Ricardo Boechat, de 66 anos, morreu em decorrência de politraumatismo provocado pela queda do helicóptero na Rodovia Anhanguera, em São Paulo, segundo laudo do Instituto Médico Legal (IML). O piloto Ronaldo Quattrucci, de 56, também morreu no acidente que aconteceu na segunda-feira, 11.

O exame não apontou indícios de que Boechat inspirou fuligem ou fumaça antes de morrer, segundo o delegado Luiz Roberto Hellmeister, responsável pelo inquérito. "(Foi detectada) uma concentração abaixo de 10% de carboxihemoglobina (intoxicação por monóxido de carbono) no sangue, o que indica que a vítima já se encontrava em óbito antes da exposição ao gás", afirma o laudo.

De acordo com o documento, o jornalista sofreu traumatismos torácico e abdominal, "caracterizando politraumatismo, com carbonização secundária". O corpo do jornalista foi reconhecido pela arcada dentária.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Saúde

Medidas de enfrentamento à covid-19 valem até dia 15 em Jaraguá

A partir desta segunda-feira (1), atividades comerciais não essenciais têm seu funcionamento permitido até as 22h
Medidas de enfrentamento à covid-19 valem até dia 15 em Jaraguá
Saúde

Corupá tem medidas contra o novo coronavírus

Restrições passam a valer nesta segunda-feira (1º)
Corupá tem medidas contra o novo coronavírus
Geral

Guaramirim suspende provas objetivas e práticas do Processo Seletivo

Medida foi anunciada devido ao atual cenário da Pandemia da covid-19
Guaramirim suspende provas objetivas e práticas do Processo Seletivo
Geral

Apesar do volume, chuva causa poucos problemas em Jaraguá, segundo Defesa Civil

As unidades pluviométricas registraram o acumulado de chuvas de 224 milímetros em quatro dias.
Apesar do volume, chuva causa poucos problemas em Jaraguá, segundo Defesa Civil
Ver mais de Geral