GNet
Alemanha

Avançam negociações entre Governo de Santa Catarina e empresa alemã

13 Nov 2015 - 17h57

Ficou definido que em dezembro uma missão liderada por Heldmann terá novos encontros com o governo catarinense para buscar mais informações sobre o estado e aprovar a instalação da fábrica de “tripa sintética”.


O secretário de Assuntos Internacionais, Carlos Adauto Virmond, e o diretor de Finanças e Relações Institucionais da Celesc, José Carlos Oneda, também participaram do encontro com os demais diretores do Kalle Kees Brás, Mike Cox e Marvin Benfer.
Fundado em 1863, o Kalle Group tem cerca de cinco mil empregados que atuam nas áreas de produção, pesquisa e administração e produz a “tripa sintética”, uma película comestível que envolve embutidos como salsichas, mortadelas e outros produtos. Hoje, conta com fábricas nos Estados Unidos, Dinamarca, Austrália e Chile. Os maiores clientes do grupo na América Latina estão em Santa Catarina, entre eles, a Aurora, Brasil Foods e JBS.

Carsten Heldmann disse que a empresa projeta investimentos para os próximos quatro anos e viu a necessidade de instalação de uma nova unidade. Para atrair o investimento alemão, o governador Colombo detalhou todos os indicadores sociais catarinenses e destacou que SC tem os menores impostos e taxas em relação aos demais estados brasileiros.

“A reunião foi positiva, porque é um setor que tem muito a ver com Santa Catarina, de alta tecnologia e é a maior empresa do mundo nessa área”, afirmou o governador, ao ressaltar que as negociações avançaram muito. “Ficou muito clara a intenção dos alemães de investirem”, disse Colombo. Depois da reunião, o governador acompanhou os diretores em uma visita pela fábrica em Wiesbaden.

O primeiro contato do Governo de Santa Catarina com o Kalle Group ocorreu em 10 de setembro deste ano. No dia 23 do mesmo mês, em Florianópolis, foi realizada uma reunião com dirigentes da empresa, que pode investir cerca de R$ 40 milhões em uma unidade no Estado.

O governador Raimundo Colombo também está otimista com outros investimentos alemães em SC, principalmente com as negociações que envolvem uma empresa de chicotes para automóveis prevista para se instalar na região de Mafra. “O empreendimento prevê a geração de cerca de dois mil empregos, e as negociações estão bem adiantadas”, salientou.

Colombo disse que este é o momento de o governo avançar na atração de investimentos, já que a valorização do dólar está sendo favorável para as empresas internacionais.

GNet

Matérias Relacionadas

Geral

Projeto para duplicação da SC-108 está pronto e deve ser licitado em breve

Segundo o deputado Vicente Caropreso o edital de licitação será de quase R$ 200 milhões.
Projeto para duplicação da SC-108 está pronto e deve ser licitado em breve
Geral

Prefeitura revitaliza pracinhas da Rua José Leier

É mais uma opção para os jaraguaenses aproveitarem o espaço para descanso e lazer
Prefeitura revitaliza pracinhas da Rua José Leier
Geral

[VÍDEO] Navio-veleiro Cisne-Branco da Marinha se choca contra ponte no Equador

Não houve feridos no acidente
[VÍDEO] Navio-veleiro Cisne-Branco da Marinha se choca contra ponte no Equador
Economia

Líderes da indústria de SC discutem reinvenção do setor em fórum da FIESC

O evento será híbrido, com participação presencial restrita a presidentes e executivos de empresas convidadas, além de ser transmitido pela internet
Ver mais de Geral