Telefonia

Audiência pública termina sem propostas das empresas de telefonia

07 Jul 2011 - 15h34

Muitos problemas e poucas soluções. A reclamação foi geral. Os problemas na telefonia afetam a população tanto de Jaraguá do Sul, quanto dos demais municípios do Vale do Itapocu, e principalmente quem mora mais longe do centro. Na noite de ontem, o plenário da Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul, foi palco de mais um debate acalorado sobre o assunto, a exemplo do que já aconteceu este ano em Guaramirim. Representantes da Anatel, do Sindicato das Empresas de Telefonia, vereadores, lideranças comunitárias e a população tentaram chegar a um denominador comum sobre a problemática.


O técnico em telefonia, Joaquim Domingos, que já atuou no serviço público neste ramo, destacou que a falta de banda larga prejudica muitas pessoas e empresas instaladas fora do perímetro urbano de Jaraguá do Sul. De acordo com ele ainda, a ausência de um escritório regional para as reclamações é outro entrave na solução dos problemas.

O presidente da Associação das Câmaras e dos Vereadores do Vale do Itapocu, Valmor Pianezer, constata que os problemas são os mesmos em toda a região.

[jwplayer mediaid="91481"]

Pianezer destaca que a ideia é continuar cobrando uma posição das empresas de telefonia.

[jwplayer mediaid="91483"]

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Geral

STJ decide que condomínio pode proibir locação por meio de aplicativo

Decisão vale somente para o caso concreto
STJ decide que condomínio pode proibir locação por meio de aplicativo
Geral

Decreto prorroga auxílio emergencial aos trabalhadores da cultura

Nova norma afasta incertezas sobre benefício da Lei Aldir Blanc
Geral

Número de acessos móveis no Brasil cresce e fecha 2020 com 234 milhões

Número é maior que população porque muitos têm mais de um chip
Número de acessos móveis no Brasil cresce e fecha 2020 com 234 milhões
Geral

Quem vai se vacinar também pode ajudar com um quilo de alimento

Campanha Vacina Ação Solidária inicia nesta terça-feira (6) no Pavilhão A do Parque Municipal de Eventos. Quem for se vacinar, pode levar um quilo de alimento não perecível. Se puder e quiser
Quem vai se vacinar também pode ajudar com um quilo de alimento
Ver mais de Geral