Geral

Atividade econômica tem crescimento de 0,36% em outubro

14 Dez 2012 - 12h34

O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) dessazonalizado (ajustado para o período) voltou a registrar crescimento, em outubro, após a queda de 0,52% no mês anterior. Em outubro, houve expansão de 0,36%, na comparação com setembro.


Neste ano, o IBC-Br registrou retração em janeiro (-0,19%), fevereiro (-0,34%) e março (-0,18%), além de setembro. Nos demais meses houve crescimento.

Em relação a outubro de 2011, houve crescimento de 4,96%, de acordo com o índice sem ajustes para o período, considerado o mais adequado para esse tipo de comparação. No ano, o IBC-Br cresceu 1,57% e, em 12 meses, 1,5% (sem ajustes).

O IBC-Br é uma forma de avaliar e antecipar a evolução da atividade econômica brasileira. Mas o índice divulgado em setembro indicava um crescimento da economia bem maior do que o que realmente foi registrado. O IBC-Br indicava crescimento de 1,15% (agora revisado para 1,14%) no terceiro trimestre deste ano comparado com o período anterior, mas a expansão do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, ficou em 0,6%.

No dia 30 de novembro, o chefe do Departamento Econômico do BC, Tulio Maciel argumentou que, apesar de o crescimento da economia no terceiro trimestre deste ano comparado ao período anterior ter ficado abaixo de indicadores antecedentes, isso "não significa que o PIB não tenha mostrado reação importante".

Depois da divulgação do PIB pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), analistas do mercado financeiro continuaram revisando para baixo a projeção para o crescimento da economia. A última estimativa de pesquisa do BC feita com instituições financeiras projeta crescimento da economia em 1,03%.


Neste ano, o governo adotou medidas para estimular a economia, como concessões de rodovias e ferrovias, aumento no limite de contratação de operação de crédito para estados, entre outras. Além disso, o Comitê de Política Monetária (Copom) do BC manteve processo de cortes na taxa básica de juros, a Selic, de agosto do ano passado até outubro de 2012. Em novembro, o Copom optou por manter a Selic em 7,25% ao ano.

O acompanhamento do IBC-Br é considerado importante pelo BC para que haja maior compreensão da atividade econômica. Esse acompanhamento também contribui para as decisões do Copom.

 AGÊNCIA BRASIL

Matérias Relacionadas

Jaraguá do Sul

Samae adota novas medidas para atendimento ao público

Para evitar a aglomeração de pessoas, o presidente do Samae Ademir Izidoro informa que o atendimento presencial será feito somente com agendamento de horário
Coronavírus

[AO VIVO] Número de casos de covid-19 sobe para 7.910 e mortes chegam a 299

O índice de letalidade aumentou de 3,5% para 3,8%.
[AO VIVO] Número de casos de covid-19 sobe para 7.910 e mortes chegam a 299
Coronavírus

Cientistas lançam campanha de doação de insumos para testes

Startup brasileira liga laboratórios de pesquisa aos de diagnóstico
Cientistas lançam campanha de doação de insumos para testes
Saúde

IBGE vai passar a monitorar registros de covid-19

Estudo formará um painel representativo da população brasileira
IBGE vai passar a monitorar registros de covid-19
Ver mais de Geral