Premix Concreto
Geral

Argentina quer Petrobras com 15% do seu mercado de petróleo

20 Abr 2012 - 17h01

O ministro do Planejamento da Argentina, Julio de Vido, afirmou nesta sexta-feira que propôs à Petrobras o aumento de sua participação para 15% do mercado de produção, processamento de petróleo e distribuição. Atualmente, a estatal brasileira detém cerca de 8% do mercado argentino.


O ministro de Minas e Energia brasileiro, Edison Lobão, afirmou que o governo fará "tudo o que puder" para ampliar os investimentos no país vizinho, e que a proposta "é um bom negócio para a Petrobras".

"Atenderemos ao convite da Argentina para que a Petrobras amplie sua atividade lá", disse. O Brasil investiu US$ 500 milhões ano passado, mesma projeção para 2012. Lobão não citou quanto que o Brasil teria que investir para cumprir a proposta argentina.

Lobão voltou a falar que a recente nacionalização da petroleira YPF não abala as relações da Petrobras na Argentina. "Nós confiamos nas nossas relações com a Argentina. São relações sólidas."

Questionado se não haveria risco de a Argentina colocar em risco as atividades da Petrobras, Lobão falou: "Como aconteceria esse risco, se a Argentina está pedindo para a Petrobras ampliar sua atuação?".

Com a nacionalização da YPF, do grupo espanhol Repsol, Julio de Vido está como interventor da petroleira por 30 dias. Ele afirmou que quer estreitar relações com a Petrobras, e que a empresa brasileira será um modelo para a YPF, já que se trata da primeira petroleira estatal da América Latina.

"Será uma sociedade anônima com controle estatal muit

O ministro do Planejamento da Argentina, Julio de Vido, afirmou nesta sexta-feira que propôs à Petrobras o aumento de sua participação para 15% do mercado de produção, processamento de petróleo e distribuição. Atualmente, a estatal brasileira detém cerca de 8% do mercado argentino.

O ministro de Minas e Energia brasileiro, Edison Lobão, afirmou que o governo fará "tudo o que puder" para ampliar os investimentos no país vizinho, e que a proposta "é um bom negócio para a Petrobras".

"Atenderemos ao convite da Argentina para que a Petrobras amplie sua atividade lá", disse. O Brasil investiu US$ 500 milhões ano passado, mesma projeção para 2012. Lobão não citou quanto que o Brasil teria que investir para cumprir a proposta argentina.

Lobão voltou a falar que a recente nacionalização da petroleira YPF não abala as relações da Petrobras na Argentina. "Nós confiamos nas nossas relações com a Argentina. São relações sólidas."


Questionado se não haveria risco de a Argentina colocar em risco as atividades da Petrobras, Lobão falou: "Como aconteceria esse risco, se a Argentina está pedindo para a Petrobras ampliar sua atuação?".

Com a nacionalização da YPF, do grupo espanhol Repsol, Julio de Vido está como interventor da petroleira por 30 dias. Ele afirmou que quer estreitar relações com a Petrobras, e que a empresa brasileira será um modelo para a YPF, já que se trata da primeira petroleira estatal da América Latina.

"Será uma sociedade anônima com controle estatal muito parecido com o que acontece com a Petrobras. A presidente argentina mencionou o exemplo da Petrobras", disse.

Ele negou a intenção de convidar a Petrobras para ocupar o lugar da Repsol na sociedade da YPF, mas disse que quer fazer "negócios juntos". Segundo o ministro argentino, suas próximas conversas sobre investimento serão com as americanas Chevron e Exxon e a chinesa Sinopec.

De Vido encontrou-se nesta manhã com Edison Lobão e com a presidente da Petrobras, Graça Foster. Foster não falou com a imprensa após o encontro.

o parecido com o que acontece com a Petrobras. A presidente argentina mencionou o exemplo da Petrobras", disse.

Ele negou a intenção de convidar a Petrobras para ocupar o lugar da Repsol na sociedade da YPF, mas disse que quer fazer "negócios juntos". Segundo o ministro argentino, suas próximas conversas sobre investimento serão com as americanas Chevron e Exxon e a chinesa Sinopec.

De Vido encontrou-se nesta manhã com Edison Lobão e com a presidente da Petrobras, Graça Foster. Foster não falou com a imprensa após o encontro.

FOLHA.COM.BR

Matérias Relacionadas

Geral

Jaraguá amplia horário de ônibus aos sábados

Medida segue até o Natal, por conta do horário especial do comércio
Jaraguá amplia horário de ônibus aos sábados
Geral

Sanitização continua em espaços públicos de Jaraguá do Sul

Nesse momento, em que o número de casos de covid-19 apresenta crescimento, a área de atuação foi ampliada
Sanitização continua em espaços públicos de Jaraguá do Sul
Geral

Defesa Civil de Jaraguá registra três ocorrências após temporal

Não houve vítimas, apenas danos materiais
Defesa Civil de Jaraguá registra três ocorrências após temporal
Geral

Temporal provoca queda de árvore em Corupá

Com a queda, pelo menos dois postes da Rua Francisco Mees, no bairro XV de Novembro, foram danificados
Temporal provoca queda de árvore em Corupá
Ver mais de Geral