GERAL

Após massacre, funcionários retornam ao colégio Raul Brasil nesta segunda-feira

18 Mar 2019 - 12h47Por Isabela Palhares

Pela primeira vez, desde que houve o tiroteio na Escola Estadual Raul Brasil, estudantes e funcionários retornaram na manhã desta segunda-feira, 18, ao colégio. Ainda em choque com o massacre, os jovens chegam o local em grandes grupos de amigos ou acompanhados dos pais.

Thales Fernandes, de 20 anos, foi buscar sua bicicleta que tinha sido abandonada no dia em que ele fugia dos atiradores. Com os olhos marejados, ele e outros cinco amigos se apressavam para sair logo do local. "Me trouxe muitas lembranças. Entrar ali foi como rever aquele dia. Não sei quanto tempo vai demorar para essas memórias irem embora, mas queria me livrar delas", contou.

Fernandes diz que vai se esforçar para continuar frequentando as aulas e terminar o 3º ano do Ensino Médio. Já seu colega Ryan dos Santos, de 18 anos, diz que, depois de rever a escola nesta segunda, não quer mais retornar. "Vou parar de estudar por um tempo, não vai ter como. Entrei lá e só queria ir embora. Vou ter medo disso acontecer em outra escola também, então devo parar por um tempo", disse.

Todos os alunos receberam uma rosa branca com um mensagem de apoio, assinada pela dirigente regional. Alguns deixaram a flor no memorial que foi feito para as vítimas.

A Escola Estadual Raul Brasil vai oferecer auxílio psicológico durante esta semana aos funcionários, alunos e familiares das vítimas. Os atendimentos podem ser individuais ou coletivos.

Os funcionários que desejarem passar por atendimento psicológico podem ir até o local nesta segunda-feira. O segundo dia, terça-feira, 19, é voltado para os alunos - e o terceiro dia é aberto para a comunidade. Não haverá atividade obrigatória para os professores e alunos.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Geral

"Sou mãe, sou voluntária": Venir atua há 7 anos nos bombeiros de Jaraguá

"Tem algumas ocorrências que mexem bastante com nosso emocional e às vezes precisamos de um colo de família", conta a bombeira.
"Sou mãe, sou voluntária": Venir atua há 7 anos nos bombeiros de Jaraguá
Geral

"Ensine seu filho que a polícia não prende criança": Sheila ingressou na PM em 2013

Na reportagem especial do Dia das Mães, as "Mulheres da Segurança" falam das alegrias e desafios da maternidade
"Ensine seu filho que a polícia não prende criança": Sheila ingressou na PM em 2013
Geral

Tragédia: pai, mãe e dois filhos morrem carbonizados em SC

A tragédia ocorreu por volta das 6h30, em uma casa de madeira
Tragédia: pai, mãe e dois filhos morrem carbonizados em SC
Geral

Idoso morre eletrocutado no Norte de SC

A suspeita é de que o idoso tenha colocado a mão na cerca elétrica.
Idoso morre eletrocutado no Norte de SC
Ver mais de Geral