Geral

Animais sofrem com o abandono após interdição de zoológico em Salete, no Alto Vale do Itajaí

12 Abr 2012 - 17h29

O zoológico de Salete sofre com o abandono desde dezembro. A situação mais grave diz respeito aos animais, que chegaram a ficar sem cuidados e com falta de comida. Na última semana, um tigre-de-bengala morreu em razão de desnutrição.

Dos 215 bichos, entre tigres, hipopótamo, lhamas e pumas, que haviam em dezembro, quando o local foi interditado após a fuga da elefanta Carla, restaram apenas 30. Os animais foram encaminhados para várias cidades do país.

De acordo com a fundadora da ONG Rancho dos Gnomos, que presta ajuda ao Zoo de Salete, Silvia Pompeu, após a interdição o proprietário do zoo deixou de pagar luz, funcionários e os animais foram abandonados.

>> Confira uma galeria de fotos do zoológico e dos animais abandonados <<

Para tentar minimizar o problema, o Ibama entrou em contato com a ONG e solicitou auxílio para cuidar dos bichos. Com apoio de parceiros, uma equipe formada por voluntários, veterinários e biólogos, chegaram ao local no início da semana passada. O tigre-de-bengala que morreu chegou a receber tratamento, mas não resistiu.

A ONG deve permanecer lá até que o Ibama termine de transferir todos os animais.
- O local estava deplorável e os dois primeiros dias foram destinado à faxina pesada mesmo. Todo o sistema abandonado, sem cuidado e sem higiene. Os animais estavam em estado de apatia e desnutrição - relata Silvia.

Outra medida tomada pela equipe, foi remover uma suçuarana macho, filhote, que foi levada à sede da organização porque ficou com depressão após ser separado da mãe, que foi transferida para um outro Zoo.

Na tarde desta quarta-feira, entre as pequenas frestas das cercas e bambus que cercam a propriedade, foi possível ver voluntários do Rancho dos Gnomos e técnicos do Ibama dentro do Zoo preparando remédios e alimentos.

Responsáveis pelo local não autorizaram a entrada da reportagem. Restam no local, segundo o Ibama, um leão, um tigre, uma onça pintada, 11 macacos pregos, três bugios, 11 araras e dois elefantes.

Atualmente, voluntários da ONG se revezam para auxiliar no cuidado aos bichos e contam com ajuda de parceiros para manter a comida dos animais.

CONTRAPONTO
Na manhã desta quarta-feira, o Santa entrou em contato o diretor do zoo _ pelo telefone repassado pela técnica do Ibama que estava no local _ mas ele não quis se identificar e não autorizou a entrada ao empreendimento. Ele também não quis conversar sobre o assunto e passou o telefone do advogado Marco Aurélio, que não atendeu as três tentativas de ligações da reportagem.

Animais devem ser transferidos até fim do mês

A coordenadora da operação do Ibama, Gabriela Breda, explicou que depois da última vistoria, feita em dezembro, houve o abandono do local. A energia elétrica foi cortada por falta de pagamento e funcionários não teriam mais recebido o salário.

Em consequência, os animais estavam sendo mal alimentados e de tão debilitados, alguns não puderam ser transferidos para outras cidades. 
- Estamos priorizando a reabilitação deles, já que estavam praticamente morrendo de fome. Até o fim do mês, eles devem estar melhor, podendo ser transportados - explicou Gabriela.

O Ibama entrou com uma ação contra o estabelecimento, obrigando a pagar todas as despesas com a remoção dos animais. O instituto aguarda ainda a manifestação do Ministério Público, que poderá exigir que o diretor-presidente Azodir Cattoni responda criminalmente por abandono e maus tratos. Por enquanto, ele não foi encontrado.

DIÁRIO CATARINENSE

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Geral

Prefeitura de Corupá vai retomar Programa de Controle do Borrachudo

Prefeitura de Corupá vai retomar Programa de Controle do Borrachudo
Geral

Preço do pão francês deverá ser fixado próximo ao balcão de venda

Regras de comercialização do produto foram publicadas hoje no DOU
Preço do pão francês deverá ser fixado próximo ao balcão de venda
Geral

Homem é condenado a saldar dívida de empréstimo feito em nome da mãe em Jaraguá

O herdeiro, que firmou o contrato de adesão ao financiamento em 2009, deixou de honrar seu dever após a morte da mãe, sob a alegação de irregularidades na procuração
Homem é condenado a saldar dívida de empréstimo feito em nome da mãe em Jaraguá
Geral

Concluídas pavimentações em mais duas ruas de Jaraguá

Mais de 30 obras estão em andamento neste momento no município, com investimento de mais de R$ 30 milhões.
Concluídas pavimentações em mais duas ruas de Jaraguá
Ver mais de Geral