Geral

Amvali inicia apresentação do Projeto Maruim à população

Ao longo deste mês de julho, moradores dos oito municípios participantes do projeto, terão a oportunidade de conhecer as técnicas que serão usadas para combater o mosquito

11 Jul 2019 - 13h55Por Janici Demetrio
Amvali inicia apresentação do Projeto Maruim à população - Crédito: Ilustrativa Crédito: Ilustrativa

A Associação dos municípios do Vale do Itapocu (Amvali) iniciou na noite de quarta-feira (10), em Jaraguá, a série de reuniões para apresentação do “Projeto Maruim”.

Conforme o diretor executivo do Consórcio Intermunicipal de Gestão Pública do Vale do Itapocu (Cigamvali) – que coordena o programa Maruim, Fenísio Pires Junior, ao longo deste mês  de julho, moradores dos oito municípios participantes do projeto, terão a oportunidade de conhecer as técnicas que serão usadas para combater o mosquito.

A Pesquisa apontou que o maruim se reproduz em ambientes alcalinos, encontrados facilmente em materiais orgânicos em decomposição, como por exemplo, caules de bananeira, esterco da produção de gado, suínos e aves, produção de hortaliças entre outros, por isso, cada propriedade terá um formato diferente de aplicação do ativo, de acordo com a cultura. O pesquisador que irá coordenar o laboratório em Jaraguá, Gilmar Erzinger, explica sobre a aplicação do produto.

Para o segundo semestre, os trabalhos estão concentrados na montagem do laboratório, instalado junto à Secretaria Municipal de Agricultura de Jaraguá do Sul, que contará com linha de produção do Controlador Bioativo do Maruim , laboratório de análises e controle de pesquisas.

Este é o primeiro projeto desenvolvido pelo Laboratório de Inovação e conta com o financiamento de oito municípios: Jaraguá do Sul, Guaramirim, Barra Velha, Schroeder, Massaranduba, Corupá, Luiz Alves e São João do Itaperiú. O projeto, iniciou oficialmente em janeiro de 2019, e segue em ritmo avançado. Com treze anos de pesquisa, que culminou na tese de doutorado do cientista Luiz Américo, somado a décadas de pesquisa do cientista renomado Gilmar Erzinger.

As apresentações seguem ao longo do mês, sendo:

15/7 (segunda-feira) – Guaramirim – 18h
17/7 (quarta-feira) – Barra Velha – 18h
22/7 (segunda-feira) – Schroeder – 19h20min
24/7 (quarta-feira) – Massaranduba – 18h
25/7 (quinta-feira) – Corupá – 18h
30/7 (terça-feira) – Luiz Alves – 18h
31/7 (quarta-feira) – São João do Itaperiú – 18h


Quer ser o primeiro a saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região? CLIQUE AQUI e receba direto no seu WhatsApp!

Matérias Relacionadas

Santa Catarina

Espécie considerada extinta pode voltar a repovoar Florianópolis

Para evitar a interferência humana, a equipe do Instituto acompanha os animais a distância para verificar se estão se alimentando, crescendo e interagindo
Espécie considerada extinta pode voltar a repovoar Florianópolis
Saúde

Maçaneta, corrimão e materiais de cobre matam covid em 4 horas

De acordo com o cientista, quando o coronavírus atinge o cobre, os íons metálicos – átomos carregados eletricamente – atacam a membrana lipídica do vírus
Maçaneta, corrimão e materiais de cobre matam covid em 4 horas
Santa Catarina

Governo do Estado começa distribuição de mais 50 respiradores para hospitais catarinenses

Os equipamentos foram entregues na tarde de sexta-feira, 05, em mais uma força-tarefa que envolveu equipes do Governo do Estado
Governo do Estado começa distribuição de mais 50 respiradores para hospitais catarinenses
Santa Catarina

Infraestrutura regulamenta regras sanitárias para retomada do transporte coletivo intermunicipal em SC

Dentre as normas que devem ser adotadas pelas empresas de transporte coletivo intermunicipal com características rodoviárias estão a ocupação de até 50% da capacidade com os passageiros sentados intercaladamente
Infraestrutura regulamenta regras sanitárias para retomada do transporte coletivo intermunicipal em SC
Ver mais de Geral