Imobiliária Coralli
Cuidado na água

Altas temperaturas atraem banhistas para rios impróprios na região

29 Dez 2012 - 13h27

Este verão está sendo marcado por dias quentes, o que leva ao maior número de pessoas a se refrescarem em piscinas, rios, praias, lagos e açudes. No entanto, é nesse período que cresce a incidência de casos de afogamento, uma vez que locais impróprios para o banho e fora das recomendações de segurança contribuem para a estatística. Para que a diversão seja completa, o recomendado é usufruir de ambientes controlados, ou seja, aqueles que oferecem segurança e informações acerca do espaço utilizado para o lazer. Conforme explica o Bombeiro Voluntário de Guaramirim, Joanes Spézia, que ressalta que a segurança é primordial para que não haja imprevistos na água.

[jwplayer mediaid="66284"]

Spézia alerta que os rios da região não são apropriados para banhos.

[jwplayer mediaid="66288"]

De acordo com o bombeiro, a média de afogamento na microrregião é de três a quatro casos por ano.  Ele orienta quais devem ser os procedimentos em casos de resgate de uma vítima.

[jwplayer mediaid="66286"]

Matérias Relacionadas

Economia

Confiança do empresário industrial cresce pelo quinto mês consecutivo

Indicador está 3,1 pontos abaixo do registrado antes da pandemia
Confiança do empresário industrial cresce pelo quinto mês consecutivo
Geral

Lei Geral de Proteção de Dados entra em vigor

Governo ainda precisa criar Autoridade Nacional de Proteção de Dados
Lei Geral de Proteção de Dados entra em vigor
Saúde

Pesquisadores criam tecido para restaurar nervos e ossos lesionados

A descoberta poderá ajudar pessoas que têm dificuldade para realizar atividades do dia a dia e ajudar o corpo delas a se curar sozinho das lesões
Pesquisadores criam tecido para restaurar nervos e ossos lesionados
Geral

Sargento despede-se do 14º Batalhão

Sargento despede-se do 14º Batalhão
Ver mais de Geral