Cuidado na água

Altas temperaturas atraem banhistas para rios impróprios na região

29 Dez 2012 - 13h27

Este verão está sendo marcado por dias quentes, o que leva ao maior número de pessoas a se refrescarem em piscinas, rios, praias, lagos e açudes. No entanto, é nesse período que cresce a incidência de casos de afogamento, uma vez que locais impróprios para o banho e fora das recomendações de segurança contribuem para a estatística. Para que a diversão seja completa, o recomendado é usufruir de ambientes controlados, ou seja, aqueles que oferecem segurança e informações acerca do espaço utilizado para o lazer. Conforme explica o Bombeiro Voluntário de Guaramirim, Joanes Spézia, que ressalta que a segurança é primordial para que não haja imprevistos na água.

[jwplayer mediaid="66284"]

Spézia alerta que os rios da região não são apropriados para banhos.

[jwplayer mediaid="66288"]

De acordo com o bombeiro, a média de afogamento na microrregião é de três a quatro casos por ano.  Ele orienta quais devem ser os procedimentos em casos de resgate de uma vítima.

[jwplayer mediaid="66286"]

Matérias Relacionadas

Jaraguá do Sul

Ponto de Entrega Voluntária de Jaraguá recebe materiais resultantes da passagem do ciclone ‘bomba’

Entre sábado (4) e domingo (5), foram mais de 60 atendimentos registrados, gerando pelo menos quatro caçambas de resíduos de construção civil
Ponto de Entrega Voluntária de Jaraguá recebe materiais resultantes da passagem do ciclone ‘bomba’
Geral

CDL Jaraguá do Sul lança Certificado Digital

Úteis em diferentes situações, esses documentos eletrônicos garantem mais segurança nas transações online
CDL Jaraguá do Sul lança Certificado Digital
Segurança

Polícia busca autores de tentativa de latrocínio que resultou em quatro vítimas

Vários policiais militares do 14º Batalhão foram ao local e constataram quatro pessoas feridas, sendo duas por disparo de arma de fogo
Polícia busca autores de tentativa de latrocínio que resultou em quatro vítimas
Geral

Santa Catarina terá novo ciclone, mas com menor intensidade, segundo Defesa Civil

Na última terça-feira (30), houve o encontro de uma frente fria com o ciclone e isso potencializou os ventos que atingiram mais de 100km/h. Desta vez não há frente fria
Santa Catarina terá novo ciclone, mas com menor intensidade, segundo Defesa Civil
Ver mais de Geral