Banco dos réus

Acusado de assassinato no salão Centenário vai à júri dia 28

18 Set 2012 - 19h49

O Tribunal do Júri se reúne no próximo dia 28 de setembro para julgar o réu Jairo Cristiano Winkler, 24 anos, que é acusado de homicídio. Em de novembro de 2009, ele teria atingido Enno Krüger, de 44 anos, com um tiro de espingarda calibre 12. O crime ocorreu no fim de um baile no salão Centenário, na rua Eurico Duwe, bairro Rio da Luz, e, segundo informações da Polícia Militar, seria motivado por vingança.


À época, testemunhas apontaram Jairo Cristiano Winkler de 21 anos como o autor de dois disparos. Segundo as mesmas testemunhas o acusado chegou ao local do crime quase no final do baile armado de uma espingarda calibre 12 com o cano cerrado, e por uma janela na frente do salão fez dois disparos, um acertou caixas de cerveja empilhadas, e o segundo atingiu o rosto da vítima que morreu na hora.

O acusado teria recebido ajuda para fugir do local. Um comparsa lhe esperava em uma moto parada na rua, e após mais dois disparos saíram em alta velocidade em sentido ignorado. As testemunhas disseram ainda que o crime foi premeditado, pois o assassino teria ameaçado a vítima de morte um dia antes.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Geral

Idoso morre eletrocutado no Norte de SC

A suspeita é de que o idoso tenha colocado a mão na cerca elétrica.
Idoso morre eletrocutado no Norte de SC
Geral

Incêndio em residência mobiliza bombeiros no bairro Jaraguá Esquerdo

Fato ocorreu às 19h20 desta sexta-feira (7)
Incêndio em residência mobiliza bombeiros no bairro Jaraguá Esquerdo
Geral

Tamanduá-mirim é resgatado após invadir residência em Schroeder

A ocorrência foi registrada pelos bombeiros voluntários às 5h13 desta sexta-feira (7)
Tamanduá-mirim é resgatado após invadir residência em Schroeder
Geral

Público, privado, polícia e MP debatem pessoas em situação de rua

A reunião teve como objetivo a integração cada vez maior entre os órgãos que lidam com pessoas em situação de rua, para que as ações sejam mais efetivas e tenham consequências mais duradouras, como o encaminhamento aos serviços adequados
Público, privado, polícia e MP debatem pessoas em situação de rua
Ver mais de Geral