Imobiliária Coralli
Prefeitura de Jaraguá do Sul

Acjis se posiciona sobre a greve dos servidores

06 Mar 2017 - 17h34
Acjis se posiciona sobre a greve dos servidores  -

No documento endereçado a cada vereador, a ACIJS reafirma a convicção da classe empresarial quanto à necessidade de entendimento para que o município reencontre equilíbrio financeiro capaz de levar a cidade à retomada da sua capacidade de investimentos e ao seu desenvolvimento.

"Jaraguá do Sul não está à margem do quadro recessivo que atinge toda a sociedade, requerendo sacrifícios e implementação de medidas que, em um primeiro momento, podem ser amargas e representem a interrupção de benefícios que não são aplicados de maneira isonômica à grande parcela da população, a qual contribui para a receita do Município via recolhimento de tributos", enfatiza o documento, lembrando que a inciativa privada e os trabalhadores deste setor igualmente têm acumulado perdas, ressaltando a importância da sociedade, como um todo, compreender o atual momento.

Multivacinação


A entidade empresarial lembra aos vereadores que a proposta de ajustes foi encaminhada pela Prefeitura ainda em 2016 e aprovada pela legislatura anterior, por unanimidade de votos e com a aquiescência, inclusive, de vereadores reeleitos. Entende que os parlamentares representam toda a sociedade e reitera que "esta Entidade também não se furtará de se manifestar, de forma direta e transparente, em relação a outras medidas que o Executivo seguramente terá de tomar, incluindo mudanças na sua estrutura aprovada em dezembro, visto que o projetado déficit das contas públicas representa um valor expressivo, mesmo com a aprovação das atuais medidas".

 A ACIJS reconhece os servidores públicos comprometidos com o município, "conclamando que o bom senso prevaleça no debate por mudanças, respeitando-se princípios democráticos que assegurem a liberdade de posicionamentos com a preservação da qualidade dos serviços prestados aos munícipes, de maneira ordeira, com ética e transparência nas atitudes, resguardados e respeitados todos os preceitos das leis, não compactuando com rotulações generalizadas aos funcionários públicos, que na grande maioria são merecedores de todo o respeito da sociedade".

Segue a íntegra do documento endereçado aos parlamentares da atual legislatura da Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul:

"Prezado Vereador,

Cumprimentando-o cordialmente, a Associação Empresarial de Jaraguá do Sul - ACIJS, reafirma seu apoio às medidas propostas pela Administração Municipal, sendo estas não retroativas e em consonância aos anseios da maioria expressiva da população, quanto à necessidade de reequilíbrio financeiro para que o Município possa retomar o seu pleno desenvolvimento.

Ressaltamos o entendimento da classe empresarial jaraguaense, para a qual o momento econômico do Brasil é preocupante, e Jaraguá do Sul não está à margem do quadro recessivo que atinge toda a sociedade, requerendo sacrifícios e implementação de medidas que, em um primeiro momento, podem ser amargas e representem a interrupção de benefícios que não são aplicados de maneira isonômica à grande parcela da população, a qual contribui para a receita do Município via recolhimento de tributos.


Quanto ao projeto de reforma administrativa, hoje questionado por aqueles que se dizem contrários às referidas medidas propostas pelo Executivo, oportuno lembrar que tal projeto foi aprovado em sessão da Câmara de Vereadores no dia 23 de dezembro de 2016, em amplo debate que contou com a participação dos Vereadores de direito à época, dos quais alguns reeleitos a novo mandato parlamentar, e obtendo naquela oportunidade a unanimidade de votos dos presentes, desta maneira legitimando as alterações propostas ao organograma da Prefeitura. Não obstante a isto, conforme já manifestado em Carta Aberta de 18 de junho de 2016, em não havendo condições de redução do número de secretarias, ao estudar o organograma acima citado, entendemos que, consoante o atual contexto, deveria haver redução na ocupação de diretorias, gerências e chefias, contribuindo com a necessária economia que o momento demanda, recompondo-as tão logo seja reestabelecido o equilíbrio financeiro do Município.

Ainda, esteja certo de que esta Entidade também não se furtará de se manifestar, de forma direta e transparente, em relação a outras medidas que o Executivo seguramente terá de tomar, incluindo mudanças na sua estrutura aprovada em dezembro, visto que o projetado déficit das contas públicas representa um valor expressivo, mesmo com a aprovação das atuais medidas, que a maioria esmagadora da sociedade aguarda ansiosa e atentamente de cada um de nossos Vereadores eleitos.

Reconhecemos o desconforto gerado ao prezado Vereador pelas medidas propostas, mas entendemos isso como um desafio inerente ao cargo ao qual se candidatou e foi eleito, bem como que seu atual mandato visa cuidar dos interesses de toda a população, a qual materializa em tantas manifestações, inclusive em redes sociais, a necessidade de maior justiça, visto que a sociedade contribuinte, também precisa ver respeitados os seus direitos, através  da capacidade de investimentos do Município para promover as melhorias que impactarão positivamente na vida da maioria dos jaraguaenses, lembrando que o empresariado já adotou medidas necessárias à sustentabilidade dos seus negócios, e os colaboradores da iniciativa privada já sofreram, e estão sofrendo, desde 2015, o impacto do desemprego que o funcionalismo público municipal poderá sofrer a partir da impossibilidade da Prefeitura de Jaraguá do Sul honrar seus compromissos com a folha de pagamento.

Por fim, representando parcela significativa do setor produtivo, cujos associados contribuem com aproximadamente 85% do valor adicionado de ICMS do Município, a ACIJS reconhece os esforços da classe de servidores públicos, para que Jaraguá do Sul retome indicadores que a destacaram em várias áreas em passado recente, conclamando que o bom senso prevaleça no debate por mudanças, respeitando-se princípios democráticos que assegurem a liberdade de  posicionamentos com a preservação da qualidade dos serviços prestados aos munícipes, de maneira ordeira, com ética e transparência nas atitudes, resguardados e respeitados todos os preceitos das leis, não compactuando com rotulações generalizadas aos funcionários públicos, que na grande maioria, são merecedores de todo o respeito da sociedade.

Reiterando os protestos de estima aos senhores vereadores da atual legislatura, bem como a todos os cidadãos e cidadãs que constroem a grandeza de Jaraguá do Sul, a ACIJS ratifica o seu reconhecimento a todos aqueles que souberem enfrentar, com maturidade, este momento de caráter emblemático para o presente e para o futuro de nossa cidade.
 

 

Matérias Relacionadas

Geral

Lodo no rio Bracinho prejudica abastecimento de água em Schroeder

O fato ocorreu devido a manutenção em uma comporta da barragem do Primeiro Salto da Usina Bracinho. Segundo a Celesc, ao perceber a vasão do material, os trabalhos foram suspensos
Lodo no rio Bracinho prejudica abastecimento de água em Schroeder
Saúde

Campanha da Multivacinação segue até o dia 30 de outubro

Em Corupá, 65% das crianças se vacinaram contra a Poliomielite
Campanha da Multivacinação segue até o dia 30 de outubro
Saúde

Governador de SC participa de webconferência com ministro da Saúde sobre vacinas contra Covid-19

O ministro afirmou que o Brasil terá vacinas seguras, todas registradas pela Anvisa
Governador de SC participa de webconferência com ministro da Saúde sobre vacinas contra Covid-19
Santa Catarina

Santa Catarina aumenta o número de certificações no Programa Bandeira Azul

O hasteamento da Bandeira Azul assegura aos visitantes mais informações sobre os locais, qualidade da água e ações de educação ambiental
Santa Catarina aumenta o número de certificações no Programa Bandeira Azul
Ver mais de Geral