Geral

A dois meses das eleições no Paraguai, autoridades se reúnem com representantes da OEA

25 Fev 2013 - 14h17

A menos de dois meses das eleições presidenciais no Paraguai, o presidente da Justiça Eleitoral do país, Alberto Ramírez Zambonini, faz hoje (25) uma reunião com integrantes da Corte e representantes da Organização dos Estados Americanos (OEA). A organização enviará observadores para as eleições no país, marcadas para o dia 21 de abril.


O Paraguai está suspenso do Mercosul e da União de Nações Sul-Americanas (Unasul) até as eleições. Há oito meses, o país foi suspenso dos dois blocos porque os presidentes sul-americanos entenderam que houve o rompimento da ordem democrática no país em decorrência da forma como foi conduzido o processo de impeachment do então presidente Fernando Lugo, em junho de 2012.

Amanhã (26) haverá um debate entre os presidenciáveis sobre a luta contra a pobreza. Os principais candidatos à Presidência do Paraguai são Efraín Alegre (PLRA), Horácio Cortes (ANR), Mario Ferreiro (Avança País), Miguel Carrizosa (Pátria Querida) e Aníbal Carrillo (Frente Guasú). A Frente Guasú é a coligação que conta com o apoio de Lugo.

Desde o impeachment de Lugo, o governo do Paraguai está sob o comando de Federico Franco, que era o vice-presidente da gestão anterior.

AGÊNCIA BRASIL

Matérias Relacionadas

Geral

Receita alerta para retorno de obrigações adiadas na pandemia

Receita alerta para retorno de obrigações adiadas na pandemia
Geral

Governo prorroga presença das Forças Armadas na Amazônia Legal

Operação Verde Brasil vai até 6 de novembro na região
Governo prorroga presença das Forças Armadas na Amazônia Legal
Saúde

Vacina contra câncer está pronta pra testes em humanos

A equipe afirma que a vacina apresentou várias vantagens importantes em relação a outras já em desenvolvimento
Vacina contra câncer está pronta pra testes em humanos
Variedades

Gorila ameaçada de extinção está grávida: 1º bebê em 2 décadas

Será o primeiro bebê gorila em 24 anos da espécie planície ocidental, originária da África Central e extremamente rara.
Gorila ameaçada de extinção está grávida: 1º bebê em 2 décadas
Ver mais de Geral