Geral

A dois meses das eleições no Paraguai, autoridades se reúnem com representantes da OEA

25 Fev 2013 - 14h17

A menos de dois meses das eleições presidenciais no Paraguai, o presidente da Justiça Eleitoral do país, Alberto Ramírez Zambonini, faz hoje (25) uma reunião com integrantes da Corte e representantes da Organização dos Estados Americanos (OEA). A organização enviará observadores para as eleições no país, marcadas para o dia 21 de abril.


O Paraguai está suspenso do Mercosul e da União de Nações Sul-Americanas (Unasul) até as eleições. Há oito meses, o país foi suspenso dos dois blocos porque os presidentes sul-americanos entenderam que houve o rompimento da ordem democrática no país em decorrência da forma como foi conduzido o processo de impeachment do então presidente Fernando Lugo, em junho de 2012.

Amanhã (26) haverá um debate entre os presidenciáveis sobre a luta contra a pobreza. Os principais candidatos à Presidência do Paraguai são Efraín Alegre (PLRA), Horácio Cortes (ANR), Mario Ferreiro (Avança País), Miguel Carrizosa (Pátria Querida) e Aníbal Carrillo (Frente Guasú). A Frente Guasú é a coligação que conta com o apoio de Lugo.

Desde o impeachment de Lugo, o governo do Paraguai está sob o comando de Federico Franco, que era o vice-presidente da gestão anterior.

AGÊNCIA BRASIL

Matérias Relacionadas

Mundo

Chuva cai pelo 2º dia e ajuda bombeiros a apagar fogo na Austrália

Muitos dos animais afetados tiveram seus habitats destruídos. Desta forma, especialistas alertam para o risco de extinção de algumas espécies
Chuva cai pelo 2º dia e ajuda bombeiros a apagar fogo na Austrália
Brasil

Santos usa drone com inseticida para combater mosquito da Dengue

O equipamento sobrevoa regiões de risco e joga o produto para matar ovos e larvas do Aedes aegypti
Santos usa drone com inseticida para combater mosquito da Dengue
Geral

Eleitor deve ficar atento aos prazos para regularizar situação junto a Justiça Eleitora

Para o eleitor que perdeu o prazo para fazer a biometria na cidade, a situação também poderá ser regularizada até o dia 6 de maio
Eleitor deve ficar atento aos prazos para regularizar situação junto a Justiça Eleitora
Educação

Enem 2019 foi melhor de todos os tempos, diz ministro

Exame teve 3,9 milhões de participantes ano passado
Enem 2019 foi melhor de todos os tempos, diz ministro
Ver mais de Geral