Geral

"A agonia não acabava mais", diz pai de menina que deu origem à investigação contra Goetten

03 Jun 2011 - 11h17

"Um ano depois, a justiça está sendo feita. A angústia não acabava mais." As frases são do pai da adolescente que originou a investigação contra o ex-deputado federal Nelson Goetten. E foram as únicas que ele disse, nesta quinta-feira, ao ser localizado pelo DC.

O pai confirmou que a filha, na época com 14 anos, foi vítima de aliciamento para o político em 2009. A família descobriu o estupro em junho de 2010, quando procurou a polícia e mudou-se de cidade. O lugar em que vivem atualmente não será divulgado a pedido da família.

Segundo a polícia e o próprio pai, a responsável pelo aliciamento foi a vendedora de lingeries Cristiane do Carmo Alves Paes, que é parente da garota. O sentimento de revolta ainda prevalece no pai, e a adolescente faz tratamento psicológico. A Deic afirma que Cristiane vendeu a virgindade da própria prima ao então deputado, levando-a para os encontros. Um foi no apartamento de Itapema e o outro no motel 3 Chalet's, em Rio do Sul. Neste último, a garota disse aos policiais que Goetten a amarrou em uma banqueta antes de violentá-la.

De acordo com o delegado Renato Hendges e os investigadores da Deic, as meninas aliciadas e as famílias são pobres. Isso leva a polícia a acreditar que os aliciadores aproveitavam-se desse perfil na hora de escolher as vítimas. Há depoimentos e gravação telefônica em que os investigados afirmam que davam dinheiro às garotas ou familiares para que elas participassem das orgias.

Fonte: DIÁRIO CATARINENSE


 

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Geral

Obras da rotatória da Bertha Weege começam na segunda-feira

Obras da rotatória da Bertha Weege começam na segunda-feira
Política

Caropreso pede que governo priorize solução para infestação de maruim

Deputado repercutiu assuntos tratados com secretário de Agricultura no norte catarinense e necessidade de reforço nas barreiras fitossanitárias
Caropreso pede que governo priorize solução para infestação de maruim
Geral

Justiça suspende pagamento de tarifa de pós-utilização no rotativo

Os usuários que estacionarem na Zona Azul da cidade e não efetuarem o pagamento, continuarão a receber o Aviso de Cobrança de Tarifa, mas somente poderão efetuar a quitação no prazo de até 10 minutos a partir do horário de emissão do aviso
Justiça suspende pagamento de tarifa de pós-utilização no rotativo
Saúde

Havan ajuda na compra de dois respiradores

Um deles foi doado para o Samu de Joinville e o outro para Barra Velha. Ambos vão atender os pacientes do município quando precisam ser transportados com urgência para hospitais da região
Ver mais de Geral