Joaçaba Pneus
Olimpíada

A 21 dias da Olimpíada, crise ameaça paralisar investigações e perícias

14 Jul 2016 - 12h41
Em documento enviado ao Ministério Público, a Polícia Civil informa que, a menos de um mês da Olimpíada, a crise ameaça interromper investigações e perícias. Na tabela preparada em maio pela Subchefia Administrativa, a instituição aponta a falta de materiais básicos e equipamentos. Estoques de insumos estão zerados. Sem manutenção, aparelhos pararam. Conforme o MP, dois meses depois, a situação persiste. Oficialmente, a polícia fala em “carência” de materiais.

A penúria é consequência da crise nas finanças fluminenses. De acordo com cálculos da própria Polícia Civil, seriam necessários R$ 14.517.512 para sanar as dívidas com os fornecedores de serviços e renovar contratos. A tabela enviada ao Ministério Público lista a ausência de 18 itens indispensáveis à realização de exames pelo Instituto de Criminalística Carlos Éboli, da Polícia Civil. Análises de sangue e de esperma, por exemplo, não têm sido feitas. Para regularizar esses serviços, a instituição precisa de R$ 49.265,34.

O documento relata que o aparelho CGMS Shimadzu, usado para a detecção de drogas em amostras, está parado por falta de manutenção. Já o laboratório de toxicologia consta como paralisado, por ausência de baterias e equipamentos de informática. O aparelho CGMS Agilent, para exames de identificação de drogas sintéticas, está fora de operação.

 

 

Fonte - O Estadão
Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Geral

Defesa Civil promove limpeza da ponte sobre o rio Braço São José em Schroeder

Posteriormente, serão instaladas placas e lixeiras no local
Defesa Civil promove limpeza da ponte sobre o rio Braço São José em Schroeder
Geral

Data de hoje leva a reflexão sobre a violência contra a pessoa idosa

Esse tipo de agressão é uma prática recorrente e complexas e precisa ser melhor compreendida para ser combatida
Data de hoje leva a reflexão sobre a violência contra a pessoa idosa
Esportes

Equipe de tiro vence etapa do Catarinense e segue na liderança da competição

O evento ocorreu no Clube de Caça e Tiro (CCT) Ribeirão Itoupava, em Blumenau, e contou com atiradores de Joinville, Blumenau, Timbó, Brusque, Rio do Sul, Ibirama, Pomerode e São Bento do Sul, além de Jaraguá
Equipe de tiro vence etapa do Catarinense e segue na liderança da competição
Geral

Conferência aprova metas para o saneamento básico em Jaraguá

Os investimentos e ações, propostas e aprovadas pelos participantes da conferência serão levados para discussão e votação no Conselho Municipal de Saneamento Básico
Conferência aprova metas para o saneamento básico em Jaraguá
Ver mais de Geral