GNet
Caraguá
Olimpíada

A 21 dias da Olimpíada, crise ameaça paralisar investigações e perícias

14 Jul 2016 - 12h41
Em documento enviado ao Ministério Público, a Polícia Civil informa que, a menos de um mês da Olimpíada, a crise ameaça interromper investigações e perícias. Na tabela preparada em maio pela Subchefia Administrativa, a instituição aponta a falta de materiais básicos e equipamentos. Estoques de insumos estão zerados. Sem manutenção, aparelhos pararam. Conforme o MP, dois meses depois, a situação persiste. Oficialmente, a polícia fala em “carência” de materiais.

A penúria é consequência da crise nas finanças fluminenses. De acordo com cálculos da própria Polícia Civil, seriam necessários R$ 14.517.512 para sanar as dívidas com os fornecedores de serviços e renovar contratos. A tabela enviada ao Ministério Público lista a ausência de 18 itens indispensáveis à realização de exames pelo Instituto de Criminalística Carlos Éboli, da Polícia Civil. Análises de sangue e de esperma, por exemplo, não têm sido feitas. Para regularizar esses serviços, a instituição precisa de R$ 49.265,34.

O documento relata que o aparelho CGMS Shimadzu, usado para a detecção de drogas em amostras, está parado por falta de manutenção. Já o laboratório de toxicologia consta como paralisado, por ausência de baterias e equipamentos de informática. O aparelho CGMS Agilent, para exames de identificação de drogas sintéticas, está fora de operação.

 

 

Fonte - O Estadão
Caraguá

Matérias Relacionadas

Geral

Você sabe onde vender suas produções de vídeo?

Como já podemos imaginar, o vídeo é um dos principais formatos de mídia mais consumidos na internet.
Geral

Pavimentação da SC-414 deve ser assinada hoje

Rodovia liga os municípios de Luiz Alves, Massaranduba e Blumenau
Pavimentação da SC-414 deve ser assinada hoje
Geral

Defesa Civil emite alerta para nova onda de calor

Previsão é que somente na próxima quinta-feira (27) o tempo mude, com chuvas e queda na temperatura.
Defesa Civil emite alerta para nova onda de calor
Geral

Mãe de presidente Bolsonaro morre aos 94 anos

"Que Deus a acolha em sua infinita bondade", disse o presidente.
Mãe de presidente Bolsonaro morre aos 94 anos
Ver mais de Geral