GNet
Automobilismo

FIA confirma mudanças radicais nos carros da F1 e introdução de proteção ao cockpit para temporada 2017

24 Fev 2016 - 15h55
As mudanças da F1 para 2017, que em certo momento não pareciam ser das maiores, vão mudar radicalmente o visual dos bólidos da categoria. A FIA, através de um comunicado, anunciou nesta quarta-feira (24) a intenção de aplicar diversas mudanças na aerodinâmica dos carros, além de tornar realidade a tão discutida proteção à cabeça dos pilotos. Somando todas as novidades, a entidade espera que os carros sejam 3s mais velozes por volta.

 

A FIA escolheu o Halo como modelo a ser introduzido na F1. O conceito não fecha completamente o cockpit, mas permite uma maior proteção à cabeça dos competidores – questão que passou a ser debatida com maior intensidade após a morte de Jules Bianchi e Justin Wilson. A entidade segue aberta para novos conceitos, que vão seguir sendo avaliados, seguindo o desejo dos competidores do certame.

Em termos de aerodinâmica, a FIA vai trabalhar para deixar os carros mais rápidos. A asa traseira vai ficar mais baixa e larga – lembrando um pouco o regulamento aerodinâmico vigente até 2008. A largura na parte de trás ganha 200 mm, indo de 750 para 950 mm e sua altura diminui de 950 mm para 800 mm. Também terá dimensão distinta adianteira, que atualmente mede 1.650 mm, e vai para 1.800 mm.
Os pneus serão mais largos, garantindo mais aderência e maior velocidade nas curvas – outra solução muito utilizada no passado, mas que caiu em desuso recentemente. Os produtos oferecidos pela Pirelli vão ficar mais encorpados: a borracha dianteira vai passar dos atuais 245 mm para 305 mm no ano que vem; já ostraseiros, pulam de 325 mm para 405 mmA fábrica italiana já havia se mostrado aberta às novidades, mas reclamava da falta de clareza da FIA.

 

O encorpamento dos carros, aliás, é generalizado: os bólidos serão maiores e mais pesados. Atualmente com 1,40 m, o carro será esticado em mais 20 cm em sua largurapara que tenha um máximo de 1,60 m. E também vão ganhar uns quilos a mais em 2017: hoje com um mínimo de 702 kg, terão 722 kg em 2017, contando com o peso dos pneus. “Novos regulamentos para carenagem foram adotados para criar carros mais atraentes, entregando mais downforce, aumentando as velocidades e diminuindo tempos de volta. A FIA, equipes e fornecedor oficial de pneus vão manter as conversas rumo à melhor solução para testes de novos pneus exigidos, como parte do regulamento”, detalhou o comunicado da FIA.

A McLaren apresentou anteriormente uma proposta para que os bólidos da F1 tenham um aumento de 25% no downforce. Apenas Mercedes, Red Bull e Toro Rosso votaram contra. Com o apoio da maioria das equipes, a Comissão da F1 aprovou. Caso novas propostas de mudanças para 2017 ganhem força, estas devem ser debatidas até 30 de abril.

 

O tempo hábil para as alterações, todavia, é curto. Antes das novidades de 2014, por exemplo, foram três anos para criar novos motores e repensar a aerodinâmica. Agora, as equipes terão apenas um ano e nada mais para desenvolver conceitos novos em cima dos carros atuais. As escuderias de menor porte já andaram reclamando da mudança de última hora.

 


GNet

Matérias Relacionadas

Geral

Bananalama de 2022 já tem dada pré-programada

A informação é de Eduardo Appel, diretor da empresa Arsenal, promotora do evento
Bananalama de 2022 já tem dada pré-programada
Esportes

Jaraguaense Nicole Nunes é campeã brasileira de xadrez

Ela também foi bronze no ritmo Blitz, com vitória em três de cinco partidas
Jaraguaense Nicole Nunes é campeã brasileira de xadrez
Esportes

Xadrez de Jaraguá conquista o vice-campeonato dos Joguinhos Abertos

A competição ocorreu na sexta-feira (8), em Timbó, com partidas de alto nível técnico, disputadas contra  Blumenau, Criciúma, São Bento do Sul, Concórdia, Timbó, Navegantes, Joaçaba, Florianópolis, Fraiburgo e Rio do Sul
Xadrez de Jaraguá conquista o vice-campeonato dos Joguinhos Abertos
Esportes

Delegação de tiro de Jaraguá é destaque do Catarinense

O próximo evento envolve a 10ª etapa do Catarinense de Carabina Apoiada, programada para 16 de outubro, em Corupá.
Delegação de tiro de Jaraguá é destaque do Catarinense
Ver mais de Geral