dengue
Futebol

Técnico Valdir Espinosa morre aos 72 anos

No currículo, um mundial pelo Grêmio, um carioca pelo Botafogo e o bicampeonato do candangão com o Brasiliense em 2004/2005

27 Fev 2020 - 11h30Por Da Redação

O técnico Valdir Espinosa morreu na manhã desta quinta-feira (27/02/2020), vítima de complicações pós-operatórias no intestino. Em seu currículo, um título mundial pelo Grêmio, em 1983, e um carioca, pelo Botafogo, em 1989, que tirou o Alvinegro de uma fila de 21 anos. Mesmo aos 72 anos, Espinosa não tinha planos de se aposentar. Desde dezembro do ano passado, ele exercia a função de gerente técnico do Botafogo.

Gaúcho de Porto Alegre, Espinosa foi formado na base do Grêmio e estreou no profissional em 1968, quando foi campeão estadual. Era lateral-direito, com passagens por Vitória, CRB e Esportivo-RS.

Além de Grêmio e Botafogo, em 40 anos como treinador, trabalhou no Flamengo, Fluminense, Vasco, Corinthians, Palmeiras e Portuguesa. Treinou também clubes na Arábia Saudita, Paraguai e Japão. Em 2005, treinou o Brasiliense e levou o Jacaré ao título do Candangão, além de ter comandado o clube em alguns jogos da série A do Brasileirão

Matérias Relacionadas

Esportes

Última rodada da primeira fase do Catarinense promete fortes emoções

Todos os jogos serão realizados simultaneamente neste sábado (2/03), às 16h30.
Última rodada da primeira fase do Catarinense promete fortes emoções
Esportes

Marcílio Dias se despede da Copa do Brasil

A equipe perdeu para o Vasco por 3 a 1, no estádio Dr. Hercílio Luz, Itajaí
Marcílio Dias se despede da Copa do Brasil
Esportes

Encerrada a 10ª rodada do Campeonato Catarinense

Destaque na rodada para a classificação do Figueirense para as quartas de final de forma antecipada
Encerrada a 10ª rodada do Campeonato Catarinense
Esportes

1º rodada do Campeonato Catarinense tem recorde de gols

Em seis partidas as redes foram balançadas 20 vezes, com uma média de 3,3 gols por partida
1º rodada do Campeonato Catarinense tem  recorde de gols
Ver mais de Futebol