Premix Concreto
Futebol

Del Valle vira contra o Boca e fica a um empate de final inédita

08 Jul 2016 - 15h28
Na tentativa de repetir a LDU de Quito, campeã em 2008, ou ao menos o Barcelona de Guayaquil, vice dez anos antes, o Del Valle saiu atrás no placar logo no começo, graças a gol de Pérez. Entretanto, no segundo tempo, Cabezas e José Angulo marcaram uma vez cada e selaram o triunfo.

Dessa forma, a equipe da cidade de Sangolquí, próxima a Quito, precisará de um empate em La Bombonera na próxima quinta para ser finalista. Já o Boca, que é hexacampeão e pode se tornar o time com mais decisões do torneio continental, com 11, precisará vencer por 1 a 0, já que fez um gol fora de casa, ou por uma diferença maior.

Quem avançar terá pela frente Nacional de Medellín e São Paulo. No primeiro jogo, em pleno Morumbi, o Tricolor paulista foi derrotado por 2 a 0, com dois de Miguel Borja. A volta acontecerá na próxima quarta, na Colômbia.

No Del Valle, o técnico Pablo Repetto não pôde contar com os defensores Luis Caicedo e Luis Ayala, suspensos. O Boca Juniors, por sua vez, fez várias trocas em sua lista de inscrição, mas para reforçá-la. Atletas pouco aproveitados ao longo da competição por problemas físicos, como o volante Cristian Erbes e o centroavante Pablo Osvaldo saíram para a entrada de novidades como o atacante Darío Benedetto, que foi titular nesta quarta.

Desde o pontapé inicial e durante a maior parte da partida, foi a equipe mandante que teve mais a bola, mas no começo eram os 'xeneizes' que, mais verticais, que criavam as melhores chances de gol, como aos oito minutos do primeiro tempo. Lodeiro, ex-jogador de Botafogo e Corinthians, tentou de longe, e o goleiro Azcona segurou.

Na investida seguinte, aos 12 minutos, o arqueiro do time anfitrião falhou, e o Boca fez 1 a 0. Pérez tabelou com Zuqui, recebeu dentro da área e chutou rasteiro, sem muita força, mas o suficiente para superar o camisa 1.

O Del Valle enfim se mostrou vivo na partida aos 14, em cobrança de falta pela ponta. Sornoza bateu fechado, a bola atravessou toda a área e saiu com certo perigo.

Fiel a seu estilo "traiçoeiro" como visitante, o hexacampeão continental recuou um pouco, mas estava atento às falhas do adversário. Aos 26, Mina saiu jogando errado, Lodeiro recolheu e buscou um companheiro com um toque de calcanhar, mas o defensor equatoriano se redimiu e cortou.

A pressão do Del Vale aumentou, e o representante equatoriano teve uma sequência de três chances, mas pecou na finalização nas três. Aos 33 minutos, Sornoza bateu mais uma falta, e Mina cabeceou por cima. Logo em seguida, aos 34, José Angulo pegou sobra na entrada da área e mandou ao lado. Por fim, aos 35, Cabezas tocou da ponta para o meio, e o próprio Sornoza aproveitou, mas também cedeu tiro de meta.

A primeira etapa terminou com polêmica. Instantes antes do intervalo, aos 49, Pérez levantou muito fechado da esquerda, e a tentativa tomou a direção do gol. Azcona defendeu, mas não ficou claro se a bola entrou totalmente ou não.

Quem começou o segundo tempo errando na defesa foi a equipe de Buenos Aires, em furada feia de Fabra, aos cinco minutos. José Angulo então chutou, mas o lateral consertou e bloqueou o arremate. Um minuto depois, Sornoza levantou em mais uma falta, Mina apareceu por trás da zaga e concluiu para fora.

O placar ainda era desfavorável, mas nem por isso o Del Valle deixava de empolgar a torcida. Aos 13, Nuñez levantou de letra, José Angulo preparou com o peito e, de primeira, Sornoza chutou rente à trave.

Sem efeito, mas com muita eficiência, Nuñez cruzou mais uma da direita, aos 16 minutos. Jara escorregou, e Cabezas aproveitou para dominar e bater firme no canto para superar o goleiro Orión e deixar tudo igual.

O empate até era um bom resultado para o Boca, mas o gol sofrido fez com que o time despertasse, principalmente o setor ofensivo. Aos 20 minutos, Tévez roubou, Lodeiro bateu de fora da área, e o goleiro soltou em um primeiro momento, mas depois segurou. Aos 25, 'Carlitos' ganhou mais uma, mas nesta preferiu levar sozinho e bateu raspando a trave.

Quando a partida parecia favorável aos visitantes, o Del Valle acabou chegando à virada. Aos 30 minutos, Fabra falhou mais uma vez, Rizzoto desarmou e acionou José Angulo, que girou para cima da marcação e finalizou firme, cruzado, para fazer 2 a 1 para a equipe mandante.

A parte final da partida foi de total pressão 'xeneize', e Azcona teve algum trabalho para garantir a vitória. Aos 37, Chávez, que entrara na vaga de Benedetto, recebeu de costas, virou e concluiu para boa defesa do goleiro.

Aos 40, Azcona deu um susto na torcida ao ser desarmado por Tévez, mas Léon aproveitou que o craque argentino não tinha total controle da bola e afastou. Pouco depois, aos 41, Fabra rolou, e Lodeiro emendou com força, mas pela linha de fundo.

A última oportunidade do Boca apareceu aos 48 minutos, mas, de maneira incrível, a bola não entrou. Lodeiro fez o chuveirinho batendo falta, o goleiro soltou de forma esquisita, e Betancur chutou do jeito que deu, mas carimbou o camisa 1 adversário. Mina concluiu o serviço e afastou.



Matérias Relacionadas

Esportes

Juventus anuncia Raul Cabral como novo técnico

Nos próximos dias, o treinador chega ao Moleque Travesso para assumir o cargo que pertenceu ao técnico Jorginho, na última temporada. 
Juventus anuncia Raul Cabral como novo técnico
Esportes

Flamengo encara Racing por vaga nas quartas da Libertadores

No Maracanã, Rubro-Negro avança com 0 a 0 e qualquer vitória
Flamengo encara Racing por vaga nas quartas da Libertadores
Esportes

Corpo de Maradona é velado no palácio presidencial da Argentina

Velório público ocorrerá até as 19h
Corpo de Maradona é velado no palácio presidencial da Argentina
Esportes

Brasileiro: mesmo com 0 a 0, Vasco deixa a zona do rebaixamento

Time carioca enfrentou Fortaleza em partida atrasada
Brasileiro: mesmo com 0 a 0, Vasco deixa a zona do rebaixamento
Ver mais de Futebol