105 Ouça
Caraguá
ESPORTE

Tite exalta presença de jovens na seleção e cita preparação para Copa de 2022

28 Fev 2019 - 12h47

O técnico Tite, da seleção brasileira, afirmou nesta quinta-feira que tem buscado chamar jovens talentos para dar oportunidades a esses jogadores e prepará-los também para defender a equipe na próxima Copa do Mundo, no Catar. Durante entrevista coletiva na sede da CBF, no Rio de Janeiro, onde convocou a seleção para os dois próximos amistosos, o treinador citou Vinicius Junior, Richarlison, Felipe Anderson, Lucas Paquetá e Eder Militão como possíveis nomes para o torneio em 2022.

A seleção se reúne em março para amistosos contra o Panamá, em Portugal, no dia 23, e diante da República Checa, em Praga, no dia 26. Depois disso, volta a trabalhar em maio para iniciar a preparação para a Copa América. Convocado pela primeira vez para seleção, Vinícius Junior, de 18 anos, foi elogiado pelo treinador. "Ele está em uma equipe de grande exigência (Real Madrid). Quero poder proporcionar a ele esse crescimento, afirmação e evolução", disse.

Tite, no entanto, alertou que apesar de confiar no potencial do atacante, é preciso ter cautela. "Muita calma para a gente não criar expectativa em demasia. Ou criar expectativa baixa e o cara acrescenta mais. A gente tem que ponderar", afirmou. Com Neymar fora por lesão no pé, o treinador também chamou para o ataque Richarlison, do Everton, outro jogador que segundo Tite tem sido preparado para a Copa de 2022.

O jogador passou a ter chances na seleção depois da Copa da Rússia e marcou gols nos últimos amistosos, incluindo na vitória em novembro sobre Camarões por 1 a 0. Tite explicou que trabalha para que o atacante de 21 anos continue a evoluir e a se firmar, em processo que ele espera conseguir também com o meia Felipe Anderson, do West Ham. O jogador ganhou elogios pela polivalência.

Porém, quem recebeu mais destaque na entrevista do treinador foi Eder Militão. Tite considera o atleta do Porto como zagueiro, e não como lateral-direito, e afirmou ver no defensor potencial para estar no Mundial do Catar. "Nós temos a função de preparar atletas importantes para a Copa do Mundo. Trabalhar com novos valores que estão se afirmando, e o Militão está inserido nesse aspecto de zagueiro para a Copa. Prefiro ele como zagueiro", disse.

Depois da Copa do Mundo, a seleção brasileira fez seis jogos e ganhou todos, com 12 gols marcados e nenhum sofrido. Os adversários foram Estados Unidos, El Salvador, Argentina, Arábia Saudita, Uruguai e Camarões. Segundo números divulgados pela CBF, foram 40 nomes convocados nos últimos meses, dos quais 21 não estiveram no Mundial da Rússia.

Caraguá

Matérias Relacionadas

Esportes

Confira os destaques do Arena dos Sports desta semana

Programa voltado para todas as atividades esportivas, contando com informações e entrevistas com destaques de várias modalidades.
Confira os destaques do Arena dos Sports desta semana
Esportes

Guaramirense campeã nacional de muay thai morre aos 32 anos

Velório ocorre nesta segunda-feira (3), a partir das 11h, na Capela Mortuária de Guaramirim
Guaramirense campeã nacional de muay thai morre aos 32 anos
Esportes

Paulo Sousa rescinde com a Polônia e é o novo técnico do Flamengo

Português de 51 anos assume após negociação frustrada com Jorge Jesus
Paulo Sousa rescinde com a Polônia e é o novo técnico do Flamengo
Esportes

Xande Melo é o novo técnico do Jaraguá Futsal

Ele chega para suprir a lacuna com a saída de Fernando Malafaia, demitido após a disputa dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc)
Xande Melo é o novo técnico do Jaraguá Futsal
Ver mais de Esportes