transito
ESPORTE

Sem prêmios para o Brasil, Djokovic e Biles são eleitos atletas do ano no Laureus

18 Fev 2019 - 18h28Por Daniel Batista

O tenista Novak Djokovic e a ginasta Simone Biles foram os grandes vencedores do prêmio Laureus deste ano. Nesta segunda-feira, o sérvio foi eleito o melhor atleta masculino do ano e a norte-americana ficou com o prêmio feminino.

O golfista norte-americano Tiger Woods ganhou o prêmio de melhor retorno e a seleção francesa de futebol ficou com a premiação de melhor equipe da temporada passada. Os surfistas brasileiros Gabriel Medina e Maya Gabeira estavam concorrendo ao prêmio de melhor atleta de ação, mas foram derrotados pela norte-americana Chloe Kim.

O sérvio conquistou o prêmio pela quarta vez. "O Laureus é o que todo atleta quer ganhar e é uma grande honra para mim. Estar disputando com tantos nomes importantes do esporte e ganhá-lo é algo especial para mim. O ano passado foi incrível para mim, pois retornei de uma lesão para ganhar Wimbledon e o US Open. Eu sempre vou lembrar disso", disse Djokovic, que concorreu com Eliud Kipchoge (atletismo), Kylian Mbappe (futebol), LeBron James (basquete), Lewis Hamilton (Fórmula 1) e Luka Modric (futebol).

Com apenas 21 anos, Biles é apontada como uma das maiores ginastas de sua geração. Ela faturou quatro medalhas de ouro, uma de prata e uma de bronze no Mundial de 2018. A norte-americana, que também venceu o Laureus em 2017, superou neste ano cinco concorrentes: Angelique Kerber (tênis), Daniela Ryf (triatlo ironman), Ester Ledecka (esqui e snowboard), Mikaela Shiffrin (esqui) e Simona Halep (tênis).

A seleção francesa de futebol, campeã mundial na Rússia, foi eleita a melhor equipe de 2018. O técnico Didier Deschamps foi o responsável por receber o prêmio em nome do time. A disputa foi contra o Golden State Warriors (basquete), Mercedes (Fórmula 1), Real Madrid (futebol), Seleção da Europa (golfe) e time olímpico da Noruega (diversos).

Além de Djokovic, outra tenista que saiu vitoriosa foi a japonesa Naomi Osaka, eleita a revelação do ano. Com 20 anos, ela chamou a atenção do mundo quando derrotou a norte-americana Serena Willians na final do US Open de 2018. A novata ainda venceu o prestigiado Torneio de Indian Wells em março e chegou a ser a número quatro do mundo, em outubro - sua ascensão está sendo mantida nesta temporada, tanto que ela se tornou a número 1 do mundo e venceu o Aberto da Austrália. Ela superou Ana Carrasco (motovelocidade), Briana Williams (atletismo), Geraint Thomas (ciclismo), Jakob Ingebrigtsen (atletismo) e Sofia Goggia, Itália (esqui).

O golfista Tiger Woods recebeu o prêmio de melhor retorno do ano. Após passar por cirurgia nas costas, o norte-americano venceu o US Tour Championship, em setembro. Ele ainda ficou em segundo no US PGA e foi escolhido para a equipe norte-americana na Ryder Cup. Uma volta por cima com estilo do atleta, que já ganhou duas vezes o Laureus como melhor atleta masculino, em 2000 e 2001. Ele superou Bibian Mentel-See (snowboard paralímpico), Lindsey Vonn (esqui), Mark McMorris (snowboard), Vinesh Phogat (luta olímpica) e Yuzuru Hanyu, Japão (patinação artística).

No único título que o Brasil podia ter chance de ganhar, o de melhor atleta de ação, quem levou foi a norte-americana Choe Kim. Com apenas 17 anos, ela se tornou a mulher mais jovem a ganhar uma medalha de ouro de snowboard nos Jogos de Inverno, logo em sua primeira Olimpíada. A jovem atleta ainda conquistou o Superpipe no Aspen X-Games. Ela concorria com Gabriel Medina e Maya Gabeira. Além disso, estavam no páreo, Ana Gasser e Shaun White (ambos do snowboard) e Stephanie Gilmore (surfe).

E no prêmio de atleta paralímpico, a vencedora foi Henrieta Farkasova, da Eslováquia. Ela tornou-se a atleta paralímpica de inverno mais premiada em Pyeongchang com quatro medalhas de ouro no Downhill com visão reduzida, Slalom Gigante, Super Combinado e Super-G, além de prata no Slalom. A eslovaca ainda conquistou a Copa do Mundo na temporada 2018. Na premiação, superou os seguintes atletas: Brian McKeever (esqui), Diede De Groot (tênis em cadeira de rodas), Grigorios Polychronidis (bocha), Markus Rehm (atletismo) e Oksana Masters (esqui).

Matérias Relacionadas

Economia

Após chuvas, Gramado tem mais de 500 hotéis e restaurantes fechados

Temporais e deslizamentos deixaram 1 mil desabrigados
Após chuvas, Gramado tem mais de 500 hotéis e restaurantes fechados
Esportes

O Brasil ficará melhor sem Neymar nesta época?

Apesar do seu talento inquestionável, o comportamento do camisa 10 faz muitos torcedores acreditarem que o Brasil fica melhor quando ele está fora do elenco.
O Brasil ficará melhor sem Neymar nesta época?
Esportes

Confira o programa Arena dos Sports desta semana

O Arena dos Sports, da Rádio Jaraguá, é um programa voltado para todas as atividades esportivas, contando com informações e entrevistas com destaques de várias modalidades
Confira o programa Arena dos Sports desta semana
Esportes

CBF anuncia que jogos do Brasileiro retornam no dia 1º de junho

Competição foi interrompida por consequências das chuvas no RS
CBF anuncia que jogos do Brasileiro retornam no dia 1º de junho
Ver mais de Esportes