ESPORTE

Prefeitura ignora pedido da CBF e times paulistas ficam sem o Pacaembu

25 Fev 2019 - 08h45Por Bruno Ribeiro

O Pacaembu, segunda opção de estádio para partidas de mandos de campo de Palmeiras, Santos e São Paulo, não poderá receber jogos do Campeonato Brasileiro neste ano. A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) pediu adaptações no sistema de iluminação do estádio, dentro de seu Programa de Licenciamento dos Clubes, que a Prefeitura informou que não serão feitas.

A Prefeitura teria de trocar as luminárias atuais, de 600 lux (medida que aponta quanto um sistema ilumina), por outras, de 800 lux, o padrão exigido nos estádios do País. Mas decidiu que não fará o serviço, pois isso poderia atrapalhar o projeto, em andamento, de conceder o estádio municipal à iniciativa privada. "O Pacaembu está em vias de concessão e a estrutura atual do equipamento não pode sofrer alterações", informou ao Estado, por nota, a gestão do prefeito Bruno Covas (PSDB).

"No caso específico, o investimento da troca de iluminação demandaria um gasto que aumentaria o valor comercial da proposta e implicaria no cancelamento do processo", explica o texto. Ou seja: se fizesse a troca, a Prefeitura teria de suspender um processo que já foi paralisado pelo Tribunal de Contas do Município (TCM) e pela Justiça, que se arrasta desde março do ano passado, e entrou agora em sua etapa final. Então, o órgão optou por não se adaptar.

Segundo a assessoria de imprensa da CBF, a restrição vale também para os jogos da Copa América - o estádio já estava descartado da competição internacional - e partidas da seleção brasileira.

Dos três times que inscreveram o estádio como segunda opção de mando, o Santos era o maior interessado no Pacaembu. O time chegou a se associar com a Universidade do Brasil e disputou a concessão do complexo. O presidente do clube, José Carlos Peres, chegou a ir na sessão de abertura dos envelopes. O consórcio apresentou proposta de R$ 88 milhões, a segunda melhor da corrida.

O consórcio Patrimônio SP, formado pela Progen, empresa de engenharia que gerenciou os complexos esportivos durante os Jogos Olímpicos do Rio-2016, e um fundo de investimentos, ofereceu R$ 111 milhões pelo estádio, e promete investir R$ 400 milhões no local esportivo ao longo de 35 anos.

Ao Estado, no dia da abertura das propostas, o presidente da Progen, Eduardo Barella, afirmou que, mesmo que os entraves burocráticos fossem solucionados a tempo e a empresa assumisse o estádio, também não mexerá na iluminação. "O prazo para início dos investimentos é de 28 meses após a concessão", diz.

O processo está suspenso por determinação da 13ª Vara da Fazenda da capital, que analisa, entre outros pontos, se o local poderá ter shows. Não há prazo para liberação.

LICENCIAMENTO - Desde 2017, o Programa de Licenciamento de Clubes da CBF vem, gradualmente, fazendo requerimentos técnicos mínimos às equipes de futebol, que vão da qualidade do campo e da infraestrutura para a torcida a até a capacitação de jogadores. As exigências buscam um padrão para o futebol do País, de acordo com regras internacionais. As primeiras começaram a ser cobradas dos times da Série A no ano passado.

No Pacaembu, por exemplo, em 2018, o programa requereu alterações no gramado. Embora já existisse uma discussão sobre a concessão do estádio, o serviço foi feito. A Secretaria Municipal de Esportes tinha um contrato de manutenção vigente com uma empresa terceirizada, que executou as mudanças sem fazer novos gastos.

Segundo a CBF, embora sejam os três clubes que apontem o Pacaembu como opção para partidas, a confederação trata do assunto diretamente com a dona do complexo, a Prefeitura.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Esportes

Jaraguá Futsal vence o Pato pela Copa do Brasil

Com o resultado, o Jaraguá pode até empatar o duelo de volta que se classifica à segunda fase
Jaraguá Futsal vence o Pato pela Copa do Brasil
Geral

Marcada data da licitação do Centro de Treinamento Esportivo

O projeto prevê duas quadras poliesportivas com arquibancadas, vestiários, banheiros, sala administrativa e depósito/almoxarifado
Marcada data da licitação do Centro de Treinamento Esportivo
Esportes

Denúncia de escalação irregular suspende duelo pelas semifinais em SC

Caso envolve defensor do Hercílio Luz, time eliminado pela Chapecoense
Denúncia de escalação irregular suspende duelo pelas semifinais em SC
Esportes

Juventus perde para o Marcílio Dias e está fora do Catarinense 

O Juventus precisava de uma vitória para avançar a semifinal. O Marcílio Dias jogava pelo empate e terminou a partida com um gol
Juventus perde para o Marcílio Dias e está fora do Catarinense 
Ver mais de Esportes