Unimed - Capa
Esportes

A previsibilidade das Eliminatórias Sul-Americanas

22 Out 2020 - 10h39Por Da Redação

Passadas as duas primeiras rodadas das 18 que serão disputadas nas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2022, os resultado foram, em sua maioria, os mais previsíveis possíveis. Os sempre favoritos Brasil e Argentina foram as únicas seleções a vencer os dois jogos que fizeram até aqui, ao mesmo tempo que as duas equipes tradicionalmente consideradas as mais fracas do continente – no caso, Bolívia e Venezuela – foram as únicas que não conquistaram um único ponto, mesmo quando jogaram em casa.

A previsibilidade de tais resultados pode ser constatada com facilidade ao verificar as informações que estão sendo fornecidas por determinado site de apostas online, em que o título do Brasil no Mundial a ser realizado no Catar oferecia, em meados de outubro, um retorno de 5.50, enquanto a conquista da Argentina oferecia um retorno de 9.0. Já os retornos oferecidos para possíveis conquistas de Uruguai, Colômbia, Chile, Paraguai, Peru ou Equador eram muito mais altos. Quanto aos times da Venezuela e da Bolívia, um título de qualquer uma dessas seleções era tão improvável que sequer era possível fazer uma aposta em tais eventos.

Dito isso, cabe ressaltar que Brasil e Argentina não chegaram a esses 100% de aproveitamento com tranquilidade. A seleção brasileira, após uma vitória sem maiores sustos em casa por 5 x 0 sobre a Bolívia na primeira rodada, teve que lutar bastante para vencer o Peru por 4 x 2 em Lima. Este jogo ficou marcado tanto pelo fato de Neymar ter superado Ronaldo como o 2º maior artilheiro da história da seleção – ficando a 13 gols de se igualar a Pelé – quanto pela polêmica arbitragem do chileno Julio Bascuñán, que foi alvo de reclamações até mesmo do presidente peruano, Martín Vizcarra.

A Argentina, por sua vez, sofreu bastante para vencer seus dois jogos. Na estreia, em Buenos Aires, a seleção alviceleste derrotou o Equador por 1 x 0 de forma pouco convincente. O gol do jogo veio de um pênalti convertido por Lionel Messi e foi apenas uma das sete finalizações vistas na partida. Na rodada seguinte, Lautaro Martínez e Joaquín Correa fizeram os gols dos argentinos na vitória de virada por 2 x 1 sobre a Bolívia, na altitude de mais de 3.600 metros de La Paz. Ao fim do confronto, ainda foi possível testemunhar Messi num de seus poucos momentos de descontrole emocional, por conta de uma confusão envolvendo o boliviano Marcelo Moreno.

Na terceira rodada, a ser disputada em novembro, a Argentina jogará em casa no dia 12 contra o Paraguai enquanto no dia seguinte a Canarinho jogará também em casa contra a Venezuela. Mesmo que ambas as seleções não mantenham os atuais 100% de aproveitamento, é razoável supor que, graças ao atual formato de disputa das Eliminatórias – o qual consiste em jogos de ida e volta de todos contra todos –, é muito pouco provável que as duas principais seleções do continente não se classifiquem de forma direta para o Mundial do Catar, onde buscarão dar fim a um jejum de 20 anos sem uma conquista da América do Sul na Copa do Mundo.

 

Matérias Relacionadas

Saúde

OMS: milhões de mortes por ano podem ser evitadas com atividade física

Combate ao sedentarismo deve ser praticado em todas as idades
OMS: milhões de mortes por ano podem ser evitadas com atividade física
Esportes

Corpo de Maradona é velado no palácio presidencial da Argentina

Velório público ocorrerá até as 19h
Corpo de Maradona é velado no palácio presidencial da Argentina
Jaraguá do Sul

Professor Marquinhos é nomeado secretário de Cultura, Esporte e Lazer

Ranucci teve sua primeira passagem pela Prefeitura na década de 1990, como professor de Educação Física ACT
Professor Marquinhos é nomeado secretário de Cultura, Esporte e Lazer
Esportes

Jaraguá Futsal vence o São Lourenço pelo Campeonato Catarinense

Com a vitória, o aurinegro chega a sete jogos de invencibilidade na competição
Jaraguá Futsal vence o São Lourenço pelo Campeonato Catarinense
Ver mais de Esportes