Educação

Inep estima que Enem custará R$ 105,52 por participante

Provas serão aplicadas nos dias 3 e 10 de novembro

13 Out 2019 - 06h00Por Da Redação
Inep estima que Enem custará R$ 105,52 por participante -

O Exame Nacional do Ensino Médio 2019 (Enem 2019) deverá custar aproximadamente R$ 537,7 milhões, de acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o que equivale a R$ 105,52 por participante. A expectativa é que os gastos fiquem ligeiramente abaixo do exame do ano passado, que, segundo o Inep, custou R$ 106,13 por estudante, totalizando R$ 589,8 milhões. O valor corresponde aos gastos desde a elaboração do exame até a impressão, distribuição e correção das provas.

Dos R$ 537,7 milhões, segundo a autarquia, R$ 179,7 milhões, o equivalente a cerca de um terço, vem do pagamento das inscrições. O restante é pago pelo governo. As inscrições custaram R$ 85 a cada participante. Cerca de 2,1 milhões de estudantes pagaram a taxa. Os demais tiveram isenção por atenderem aos critérios estabelecidos pelo Inep.

O presidente do Inep, Alexandre Lopes, diz que custo do Enem ainda pode mudar - Arquivo/Agência Brasil

Segundo o presidente do Inep, Alexandre Ribeiro Lopes, o valor ainda pode mudar. “Em função da abstenção, pode até baixar. Mas pode acontecer [de aumentar], se tivermos que fazer um número de reaplicações maior que o normal, teremos que imprimir mais provas”, explicou. Estudantes que forem impedidos de fazer a prova por conta de problemas como falta de luz, alagamentos, entre outros, têm direito à reaplicação do exame.

Ao todo, cerca de 5,1 milhões de estudantes estão inscritos no Enem deste ano, que será aplicado nos dias 3 e 10 de novembro. As notas do Enem podem ser usadas para participar do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que oferece vagas em instituições públicas de ensino superior, para concorrer a bolsas de estudo pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) e a financiamentos pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Enem digital

O governo aposta no Enem digital, que começará a ser testado em 2020, para redução dos custos de aplicação da prova. Este ano será o último de aplicação do Enem exclusivamente impresso.

De acordo com Lopes, o Enem digital poderá reduzir o número de estudantes que se inscrevem e faltam à prova. Segundo ele, muitas das abstenções são de estudantes que fazem a prova em locais distantes de onde moram.

Fonte: Agência Brasil


Quer ser o primeiro a saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região? CLIQUE AQUI e receba direto no seu WhatsApp! 

Matérias Relacionadas

Educação

 Educadores dos Centros de Educação Infantil de Guaramirim participam de formação

A formação foi conduzida pela psicóloga Charlene Feldmann Chiodini que proporcionou reflexões sobre o trabalho nos CEIs municipais
 Educadores dos Centros de Educação Infantil de Guaramirim participam de formação
Educação

Férias escolares começam hoje em Jaraguá. CMEIs mantêm atendimento

Aulas retornam no dia 2 de agosto. Turmas de berçário e maternal (educação infantil) terão atendimento normal no recesso
Férias escolares começam hoje em Jaraguá. CMEIs mantêm atendimento
Educação

Cerca de 500 crianças serão chamadas para vagas em creches municipais de Jaraguá

Berçário II contemplará crianças nascidas até 31 de março de 2020 e Maternal I, nascidas até 31 de março de 2019
Cerca de 500 crianças serão chamadas para vagas em creches municipais de Jaraguá
Geral

Governo licitará construção de um ginásio esportivo da escola Alvino Tribess

Deputado Vicente Caropreso foi informado que pedido de alvará de construção será feito ainda este mês
Governo licitará construção de um ginásio esportivo da escola Alvino Tribess
Ver mais de Educação