Educação

Competições do mundial de robótica se iniciam nesta quarta (17) nos Estados Unidos

Estudantes do SESI de Concórdia e Blumenau integram a delegação brasileira que participa do torneio até sábado (20); o tema desta temporada são as viagens espaciais

17 Abr 2019 - 15h15Por Fiesc
Competições do mundial de robótica se iniciam nesta quarta (17) nos Estados Unidos -

Começa nesta quarta-feira (17) o mundial de robótica First Championship, em Houston (EUA), com a participação de 12 estudantes do SESI de Concórdia e de Blumenau. As duas equipes se habilitaram para as competições internacionais por conta do bom desempenho na etapa nacional realizada em março, no Rio de Janeiro. O tema desta temporada são as viagens espaciais e as equipes catarinenses desenvolveram projetos para minimizar os efeitos gerados pelo isolamento em missões de longa duração no espaço e para evitar problemas de circulação de sangue enfrentados pelos astronautas.

“A robótica que nós trabalhamos com estes alunos no Espaço Maker contribui muito para a formação e para o desenvolvimento destes jovens porque eles desenvolvem competências que hoje são essenciais para o mercado de trabalho, como raciocínio lógico, pensamento crítico, criatividade e trabalho em equipe”, explica a supervisora de educação do SESI em Blumenau, Ketlin Cubas, que está acompanhando as disputas em Houston.  

Amanda Borges Ströher tem 15 anos e integra a equipe Techmaker e está vivendo sua primeira experiência internacional. “A robótica me deu uma família, me ensinou diversas coisas, ter mais responsabilidade, foco, empatia, concentração e ser mais comunicativa. Aprendemos noções de pesquisa e engenharia. Por isso, acredito que a robótica é tão importante na nossa formação”, avalia a estudante. 

Também da equipe Techmaker, Pollux Baptista, 16 anos, quer seguir carreira tecnológica. “A robótica é a área que eu quero seguir profissionalmente. Quero tentar engenharia mecatrônica, e a robótica já está contribuindo para a minha formação. Ela me dá base, conteúdo e me torna um profissional do futuro. A partir da formação para os campeonatos de robótica, já estamos vivendo esse preparo para o futuro”, comenta.  

“Participo dos torneios de robótica há dois anos e, desde que entrei no time, percebo mudanças em relação a organização pessoal, dedicação e novas amizades, além de ganhar inúmeras oportunidades e aprendizados”, conta a integrante da equipe AgroRobots, Beatriz Evangelista, de Seara. “Os torneios me ajudaram com o trabalho em equipe e despertaram em mim o interesse pela engenharia”, revela Lucas Lodi, que também faz parte da equipe de Concórdia. 

As aulas de robótica são oferecidas pelo SESI no Ensino Médio, ministrado em parceria com o SENAI, e também em atividades de reforço, para alunos de outras escolas no contraturno escolar, como é o caso das duas equipes que foram aos Estados Unidos. 

Outras sete equipes de São Paulo, Goiás e Rio Grande do Sul estão na disputa que envolve times de 70 países. O torneio, que segue até sábado (20), é realizado com o apoio de grandes empresas como a Qualcomm, Google, Apple, LEGO e Boeing, além da parceria com a Agência Espacial dos EUA (NASA).


Quer ser o primeiro a saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região? CLIQUE AQUI e receba direto no seu WhatsApp!

Matérias Relacionadas

Geral

Lançado edital para compra de uniformes para a rede municipal de Jaraguá

O investimento está previsto em cerca de R$ 2,5 milhões
Guaramirim

Festival Interescolar de Futsal envolve escolas municipais

O esporte funciona como uma importante ferramenta de integração e inclusão e prova disso é o evento que ocorreu no início da semana no município
Festival Interescolar de Futsal envolve escolas municipais
Educação

IFSC está com 324 vagas abertas em cursos técnicos e para Educação de Jovens e Adultos

Em Jaraguá do Sul as vagas são para as áreas de Vestuário, Têxtil, Mecânica, Eletrotécnica e Desenvolvimento de Sistemas.
IFSC está com 324 vagas abertas em cursos técnicos e para Educação de Jovens e Adultos
Educação

MEC levará internet a 24,5 mil escolas públicas

De acordo com a pasta, isso significa que 56% das escolas públicas passarão a estar conectadas no país. A medida deverá beneficiar 11,6 milhões de estudantes
MEC levará internet a 24,5 mil escolas públicas
Ver mais de Educação