Dia internacional das Mulheres
ECONOMIA

Venezuela vende petróleo para Índia e Europa, mas enfrenta pressão americana

27 Fev 2019 - 21h31

Sob embargo dos Estados Unidos, a Venezuela desviou parte de suas exportações de petróleo de refinarias americanas para Índia e Europa, segundo o ministro do Petróleo do país latino-americano e empresas que monitoram os embarques. Dificilmente, contudo, o presidente Nicolás Maduro conseguirá gerar lucro equivalente com essas vendas e conter a pressão de Washington, segundo analistas.

Desde o fim de janeiro, as exportações do regime sofrem com restrições dos EUA para que a receita com o petróleo seja direcionada para o líder oposicionista, Juan Guaidó, que o governo americano reconhece como o presidente interino legítimo da Venezuela.

As exportações da Venezuela mantiveram-se em 1,2 milhão de barris por dia em fevereiro, segundo o ministro do Petróleo, Manuel Quevedo, que falou em conferência do setor na Arábia Saudita. Já dados da companhia Kpler, que monitora os embarques, apontam que as exportações venezuelanas ficaram em 1,1 milhão de barris por dia, queda de 247 mil barris por dia ante o mês anterior.

A Venezuela tem as maiores reservas reconhecidas de petróleo do mundo, com 303 bilhões de barris, superando o maior exportador global, a Arábia Saudita. Mas as sanções contra a estatal PdVSA reduziram as exportações diárias aos EUA para 149 mil barris por dia em fevereiro, de 484 mil barris por dia em janeiro, segundo Quevedo. Os números da Kpler coincidem nesse caso.

As sanções dos EUA entraram em vigor em 28 de janeiro e causaram uma interrupção abrupta das exportações, o que levou dezenas de embarcações a ficar ociosas na costa venezuelana, de acordo com imagens de satélite.

Quevedo disse que parte das vendas perdidas foi redirecionada para a Índia. Dados da Kpler mostram que os embarques para a Índia aumentaram 40 mil barris por dia em fevereiro. Maduro, contudo, enfrenta dificuldade para conseguir moeda forte, diante da pressão americana. Companhias europeias, por exemplo, temem sofrer sanções dos EUA se fizerem negócios com Caracas, segundo executivos. Fonte: Dow Jones Newswires.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Economia

Em nova coleção, Malwee aposta em versatilidade e moda atemporal

Marca apresenta peças atemporais como moletons, malhas texturizadas, calças jogger, jeans e tricôs clássicos para serem usados por vários invernos
Em nova coleção, Malwee aposta em versatilidade e moda atemporal
Geral

Guaramirim e Schroeder firmam parceria para manutenção da rua Rio de Janeiro

A partir de agora, os municípios irão dividir custos para manutenção e disponibilização de material/equipamento para a manutenção da via. 
Guaramirim e Schroeder firmam parceria para manutenção da rua Rio de Janeiro
Economia

Corupá está com vagas de trabalho abertas

Confira as oportunidades de emprego nas empresas do município
Corupá está com vagas de trabalho abertas
Economia

Entenda as mudanças da PEC Emergencial

Proposta reinstitui auxílio em troca de medidas de ajuste fiscal
Entenda as mudanças da PEC Emergencial
Ver mais de Economia