dengue
Economia

Vendas do varejo sobem 0,1% de julho para agosto

O setor de veículos, motos, partes e peças caiu 1,7% e o segmento de material de construção recuou 0,8% em agosto

13 Out 2019 - 15h00Por Da Redação

O volume de vendas do comércio varejista brasileiro cresceu 0,1% na passagem de julho para agosto. De acordo com a Pesquisa Mensal de Comércio (PMC), divulgada na última quinta-feira (10), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), essa foi a terceira alta consecutiva do indicador, que acumula crescimento de 1,2% no período.

O comércio varejista também teve altas de 0,4% na média móvel trimestral, de 1,3% na comparação com agosto do ano passado, 1,2% no acumulado do ano e 1,4% no acumulado de 12 meses.

Na passagem de julho para agosto, quatro dos oito segmentos pesquisados tiveram alta: hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (0,6%), outros artigos de uso pessoal e doméstico (0,2%), equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (3,8%) e livros, jornais, revistas e papelaria (0,2%).

Ao mesmo tempo, quatro atividades tiveram queda: combustíveis e lubrificantes (-3,3%), tecidos, vestuário e calçados (-2,5%), móveis e eletrodomésticos (-1,5%); e artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (-0,3%).

Analisando-se o comércio varejista ampliado, que também considera os setores de materiais de construção e veículos, o volume de vendas manteve-se estável de julho para agosto. O setor de veículos, motos, partes e peças caiu 1,7% e o segmento de material de construção recuou 0,8% em agosto.

Nas demais comparações temporais, no entanto, o varejo ampliado teve crescimentos: média móvel trimestral (0,2%), comparação com agosto de 2018 (1,4%), acumulado do ano (3,5%) e acumulado de 12 meses (3,7%).

Receita nominal

A receita nominal do varejo caiu 0,2% na comparação com julho deste ano, mas cresceu 0,2% na média móvel trimestral, 3,9% na comparação com agosto do ano passado, 4,8% no acumulado do ano e 5,1% no acumulado de 12 meses. 

Já a receita nominal do varejo ampliado cresceu 0,3% na comparação com julho, 0,2% na média móvel trimestral, 3,7% na comparação com agosto de 2018, 6,4% no acumulado do ano e 6,7% no acumulado de 12 meses.

Fonte: Agência Brasil


Quer ser o primeiro a saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região? CLIQUE AQUI e receba direto no seu WhatsApp! 

Matérias Relacionadas

Economia

WEG anuncia lucro de R$ 5,731 bilhões em 2023

Resultado é 36,2% maior do que o de 2022. Empresa de Jaraguá do Sul distribui lucros aos colaboradores em março
WEG anuncia lucro de R$ 5,731 bilhões em 2023
Política

Representantes do governo dos Emirados Árabes demonstram interesse em investir na infraestrutura de

Essa foi a primeira reunião da missão internacional catarinense aos Emirados Árabes, liderada pelo governador Jorginho Mello.
Representantes do governo dos Emirados Árabes demonstram interesse em investir na infraestrutura de
Economia

BNDES aprova financiamento de R$ 118 milhões para plano de inovação da WEG

O financiamento do Banco Nacional faz parte da linha BNDES Mais Inovação, lançada em setembro de 2023
BNDES aprova financiamento de R$ 118 milhões para plano de inovação da WEG
Economia

Piso regional de SC é atualizado em 6%

Empregadores e trabalhadores chegam a acordo e novas faixas terão valores de R$ 1.612,26 a R$ 1.844,40.
Piso regional de SC é atualizado em 6%
Ver mais de Economia