ECONOMIA

Vendas do varejo estão 6,6% abaixo do pico registrado em outubro de 2014

14 Mar 2019 - 11h42Por Daniela Amorim

O comércio varejista mostrou melhora na passagem de dezembro de 2018 para janeiro de 2019, com alta de 0,4%, levando o patamar de vendas a ficar menos distante do pico registrado em outubro de 2014. O volume vendido operava em janeiro 6,6% abaixo do ponto mais alto da série, segundo os dados da Pesquisa Mensal de Comércio, divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

"Ou seja, ainda há um caminho a ser percorrido até que o varejo atinja o ponto mais alto alcançado em outubro de 2014", ponderou Isabella Nunes, gerente da Pesquisa Mensal de Comércio do IBGE.

Em dezembro de 2016, as vendas chegaram a ficar 13,4% abaixo do ápice da série histórica, iniciada em 2000.

No varejo ampliado, que inclui as atividades de veículos e material de construção, também houve aumento nas vendas em janeiro (1,0%). O volume vendido ficou 11,4% aquém do patamar recorde alcançado em agosto de 2012. Em setembro de 2016, as vendas operavam 22,2% abaixo do pico.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Economia

Governo do Estado institui o Auxílio Catarina

Benefício emergencial será destinado a mais de 60 mil famílias em situação de vulnerabilidade social e econômica no estado
Governo do Estado institui o Auxílio Catarina
Economia

Governo do Estado propõe auxílio emergencial para amenizar efeitos da pandemia

O investimento do Executivo será superior a R$ 37 milhões, com recursos já garantidos no orçamento
Governo do Estado propõe auxílio emergencial para amenizar efeitos da pandemia
Economia

Sicredi disponibiliza opção de pagamentos no WhatsApp

Instituição financeira cooperativa oferece nova opção de transferência para os associados por meio de parceria com o Facebook
Sicredi disponibiliza opção de pagamentos no WhatsApp
Geral

Mercado de energia solar cresce 70% e se posiciona como promissor e lucrativo no Brasil

Mercado de energia solar cresce 70% e se posiciona como promissor e lucrativo no Brasil
Ver mais de Economia