transito
ECONOMIA

Trabalhadores da Ford fazem passeata para reverter fechamento de fábrica no ABC

26 Fev 2019 - 12h18Por Cleide Silva

Após assembleia na porta da fábrica em São Bernardo do Campo, no ABC paulista, sob forte chuva, trabalhadores da Ford realizam na manhã desta terça-feira, 26, uma passeata até a prefeitura da cidade. O objetivo é mostrar à população o que está ocorrendo após o anúncio da empresa, há uma semana, de fechar a fábrica.

O presidente do sindicato dos metalúrgicos do ABC, Wagner Santana, disse que a direção mundial da Ford confirmou nesta terça-feira um encontro com dirigentes sindicais no dia 7 de março, nos Estados Unidos. "Nosso objetivo é apresentar propostas mostrando que essa fábrica é viável e reverter a decisão de fechamento."

Santana afirmou que, até o dia 7 serão realizados vários protestos. O sindicato também inicia nas redes sociais uma campanha para que ninguém compre carros da marca até que essa situação seja resolvida.

Há uma semana, a Ford comunicou aos funcionários que vai fechar a fábrica de São Bernardo ao longo deste ano. Com 52 anos de operações, a unidade produz apenas caminhões e o modelo Fiesta, e opera com menos de 20% de sua capacidade produtiva.

O grupo decidiu abandonar o mercado de caminhões, produzidos apenas no Brasil, e o Fiesta, lançado em 2013, vai sair de linha.

A empresa vai concentrar a produção na fábrica de Camaçari, na Bahia, onde produz os modelos Ka e EcoSport, os mais vendidos da marca. Também tem uma unidade de motores em Taubaté.

Matérias Relacionadas

Economia

Receita abre consulta a maior lote de restituição do IR da história

Cerca de 5,6 milhões de contribuintes receberão R$ 9,5 bilhões
Receita abre consulta a maior lote de restituição do IR da história
Economia

Intenção de Consumo das Famílias avança 1,3% em maio

Esse é o segundo resultado positivo consecutivo, apurado pela CNC
Intenção de Consumo das Famílias avança 1,3% em maio
Santa Catarina

Celesc emite comunicado sobre erros nas faturas de energia

Implantação do novo sistema comercial teria apresentado instabilidade
Celesc emite comunicado sobre erros nas faturas de energia
Economia

Responsável por 3,7% do PIB, setor de defesa é oportunidade para indústria de SC

Responsável por 3,7% do PIB, setor de defesa é oportunidade para indústria de SC
Ver mais de Economia