Governo

Temer veta reajuste de até 67% para defensor público federal e concede 7%

16 Set 2016 - 11h13
O presidente Michel Temer vetou nesta quinta-feira (15) parcialmente um projeto de lei aprovado pelo Congresso Nacional que estabelecia aumento no salário dos defensores públicos da União, segundo informações da assessoria do Palácio do Planalto.

O maior reajuste era da ordem de 60% para uma das faixas da categoria, mas Temer autorizou somente o pagamento de 7% para todas elas, que será pago em parcela única a partir da data da publicação no Diário Oficial da União, que deve ocorrer nesta sexta (16).

Com o veto parcial, os subsídios da categoria, que hoje variam de R$ 17.330,33 (carreira inicial) a R$ 31.090, passarão a ser de R$ 18.543,45 a R$ 33.266,30.

 

As informações são do

Site G1

Matérias Relacionadas

Economia

IBGE mostra 83,5 milhões de ocupados na segunda semana de junho

Resultado aponta estabilidade ante a semana anterior
IBGE mostra 83,5 milhões de ocupados na segunda semana de junho
Geral

Hoje é o último dia para pedir o auxílio emergencial

Prazo para novos cadastros termina nesta quinta às 23h59
Hoje é o último dia para pedir o auxílio emergencial
Economia

Entrega do Imposto de Renda com atraso tem multa a partir de hoje

Receita Federal recebeu 31.980.151 declarações
Entrega do Imposto de Renda com atraso tem multa a partir de hoje
Economia

Envio de declarações do IR fica levemente abaixo da expectativa

Quem perdeu prazo terá de pagar multa a partir desta quarta-feira
Envio de declarações do IR fica levemente abaixo da expectativa
Ver mais de Economia