ECONOMIA

Sondagem da CNI mostra atividade em recuperação e empresários otimistas

22 Fev 2019 - 12h26Por Sandra Manfrini

A pesquisa Sondagem Industrial de janeiro, divulgada nesta sexta-feira, 22, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), revela a continuidade do processo de recuperação moderada da indústria e otimismo dos empresários do setor. De acordo com o levantamento, o indicador de evolução da produção foi de 49,3 pontos em janeiro e o de número de empregados ficou estável em 49,7 pontos.

A CNI observa que os dois indicadores estão próximos da linha divisória dos 50 pontos e mostram melhora na atividade. Os indicadores da pesquisa variam de zero a 100 pontos, sendo que quando estão abaixo dos 50 pontos mostram queda na produção e emprego.

Em meses de janeiro, a produção costuma cair, mas neste ano ficou próxima da estabilidade. Além disso, a utilização da capacidade instalada foi de 66% em janeiro, ante 65% registrada em dezembro. De acordo com a pesquisa, esse é o porcentual mais elevado dos últimos quatro anos para o período. Os estoques também ficaram próximos do planejado pelos industriais.

Expectativas

Com o cenário melhor, os empresários da indústria estão mais otimistas. Os indicadores de expectativas de número de empregados, de demanda e de compras de matérias-primas subiram pelo quarto mês consecutivo e se mantêm acima da linha divisória dos 50 pontos. "Isso mostra que os industriais esperam o crescimento da demanda, do emprego e da compra de matérias-primas nos próximos seis meses", diz o documento da CNI.

Por outro lado, o indicador de expectativa de quantidade exportada caiu de 56,1 pontos em janeiro para 54,3 pontos em fevereiro, mas continua acima dos 50 pontos, o que mostra que há perspectivas de aumento das vendas externas.

O índice de intenção de investimento cresceu de 56,1 pontos para 56,6 pontos. Esse foi o quinto mês consecutivo de alta do indicador, que é o maior desde abril de 2014, quando o índice registrado foi de 57,7 pontos.

"Esperamos que as expectativas otimistas se concretizem e que o ritmo de recuperação da atividade industrial se mantenha ou mesmo acelere nos próximos meses. Para isso, é importante que seja aprovada uma reforma da Previdência robusta, capaz de realmente reverter a trajetória explosiva do déficit público", afirma o economista da CNI Marcelo Azevedo, em nota divulgada pela entidade.

A Sondagem Industrial foi feita entre 1º e 13 de fevereiro com 1.938 empresas.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Economia

Auxílio emergencial é pago a beneficiários do Bolsa Família com NIS 2

Parcela varia de R$ 150 a R$ 375, dependendo do beneficiário
Auxílio emergencial é pago a beneficiários do Bolsa Família com NIS 2
Economia

Caixa sorteia R$ 30 milhões da Dupla-Sena da Páscoa neste sábado

Apostas podem ser feitas até as 19h
Caixa sorteia R$ 30 milhões da Dupla-Sena da Páscoa neste sábado
Economia

WEG anuncia novos investimentos em Minas Gerais

Com uma nova fábrica de Eletrocentros em Betim, companhia pretende fortalecer sua posição em um dos mais importantes mercados de equipamentos elétricos industriais e para geração de energia do país
WEG anuncia novos investimentos em Minas Gerais
Economia

Petrobras aumenta preços do diesel e da gasolina nas refinarias

Litro do diesel passará a custar R$ 2,76, e o da gasolina, R$ 2,64
Petrobras aumenta preços do diesel e da gasolina nas refinarias
Ver mais de Economia