Prates
Caraguá
ECONOMIA

Sentimento de alívio dá fôlego para recuperação no Ibovespa

26 Mar 2019 - 12h14Por Simone Cavalcanti

Após perdas que levaram o Ibovespa a operar na pontuação similiar a de meados de janeiro (93,6 mil pontos), o dia com o exterior positivo abriu espaço para um caminho firme de recuperação, mas sem muito ímpeto. "Cabe uma melhora, mas sem grandes arroubos. A cautela sobre o desaquecimento da economia mundial continua. Ficamos sem tração", disse Luiz Mariano De Rosa sócio da Improve Investimentos.

A Bolsa abriu a sessão de negócios em alta moderada, com uma recuperação generalizada e apenas oito ações que fazem parte da carteira teórica operando em leve baixa.

Notícias no plano corporativo também influenciam o avanço das ações, como os papéis ON da Vale operam em alta de 1,29%, após a mineradora anunciar que sua produção totalizou 100,988 milhões de toneladas no quarto trimestre de 2018, alta de 8,2% na comparação anual.

Entre as blue chips, destaque também para ações da Petrobras, que sobem mais de 2% tanto as preferenciais quanto as ordinárias, apoiadas na subida das cotações do petróleo no mercado internacional. Às 10h44, o Ibovespa ganhava 1,07%, aos 94.665,54 pontos.

Na avaliação do gestor, depois de ver o Ibovespa galgar os 100 mil pontos inflados nas expectativas das mais positivas em relação à Reforma da Previdência, os investidores aguaram agora sinais mais concretos de que a tramitação do projeto vai seguir a contento.

Atenções seguem concentradas nas movimentações no Congresso Nacional, particularmente, na câmara dos Deputados onde os parlamentares se mobilizam de diferentes formas em relação à Previdência: indo do apoio à proposta apresentada pelo governo até ao retorno do projeto do presidente Michel Temer, que já foi aprovado pela Comissão Especial.

Enquanto isso, o ministro da Economia, Paulo Guedes, comparece nesta terça tarde à audiência na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, primeira etapa da tramitação da proposta de reforma da Previdência.

Mais cedo, em ata da reunião mais recente, o Copom reiterou a necessidade de seguir com política monetária estimulativa, ou seja, com taxas de juros abaixo da taxa estrutural. Isso porque o grau de ociosidade da economia segue a despeito do leve repique do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - 15 (IPCA-15), que registrou alta de 0,54% em março, após ter avançado 0,34% em fevereiro, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

No exterior, o sinal exibido pelas principais commodities é misto e, enquanto o minério de ferro no porto chinês de Qingdao recuou 0,68% (US$ 85,23), a cotação dos contratos futuros de petróleo avançava em recuperação das perdas dos últimos dias. Às 9h06, o tipo Brent avançava 1,04%, a US$ 67,92 o barril e o WTI ganhava 1,72%, a US$ 59,84, na máxima.

Caraguá

Matérias Relacionadas

Economia

Sindicato dos Metalúrgicos da região e classe patronal fecham reajuste para 2022

Confira o reajuste que será concedido aos trabalhadores
Sindicato dos Metalúrgicos da região e classe patronal fecham reajuste para 2022
Geral

Mega-Sena acumula e próximo concurso deve pagar R$ 22 milhões

Próximo sorteio será no sábado
Mega-Sena acumula e próximo concurso deve pagar R$ 22 milhões
Economia

Governo afirma que IPVA cobrado em Santa Catarina não sofre reajuste

Entenda o aumento no valor a ser pago este ano, em comparação ao ano passado.
Governo afirma que IPVA cobrado em Santa Catarina não sofre reajuste
Economia

WEG vai abrir nova fábrica na Ásia

Previsão de inauguração é para o primeiro semestre deste ano
WEG vai abrir nova fábrica na Ásia
Ver mais de Economia