Dia internacional das Mulheres
ECONOMIA

Relatora vota para excluir ICMS da base de cálculo da CPRB;julgamento é suspenso

27 Mar 2019 - 18h56Por Amanda Pupo

A ministra Regina Helena Costa, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), votou nesta quarta-feira (27) pela exclusão do ICMS da base de cálculo da Contribuição Previdenciária sobre a Receita Bruta (CPRB). Para a ministra, o STJ deve seguir o mesmo entendimento que teve o Supremo Tribunal Federal (STF) quando excluiu a incidência do ICMS no cálculo do PIS e da Cofins. Em seguida, o ministro Gurgel de Faria pediu vista (mais tempo de análise) do processo, o que interrompeu o julgamento.

Durante a sessão, no entanto, os ministros aproveitaram para cancelar súmulas antigas do STJ que previam que a parcela relativa ao ICM incluía-se na base de cálculo do PIS e do Finsocial, que estavam contrariando o que decidiu o STF em 2017, em recurso com repercussão geral, sobre o cálculo de PIS e da Cofins.

A ministra relatora do caso envolvendo a CPRB destacou que as turmas do STJ vêm se posicionando contrárias à inclusão do ICMS no cálculo na contribuição previdenciária sobre receita bruta, principalmente em função da recente decisão da Suprema Corte. Para Costa, o ICMS não deve ser considerado porque é uma tributação estranha ao objeto da CPRB. "Cumpre recordar, dada a esteira do que decidiu o STF, que a Suprema Corte assentou a inconstitucionalidade da inclusão do ICMS na base do PIS e da Cofins entendendo que o valor do ICMS não se incorpora ao valor do contribuinte, constituinte mero caixa, cujo destino final é o cofre público", observou.

No ano passado, a Primeira Seção determinou suspensão da tramitação, em todo o País, dos processos pendentes, individuais ou coletivos, que discutam a viabilidade de inserir o ICMS na base da CPRB, até que a Corte finalize o julgamento dos três recursos que começaram a ser analisados pelo STJ nesta tarde.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Economia

Arrecadação catarinense cresce 5,7% em fevereiro

Somente com ICMS, a soma foi de R$ 2,22 bilhões, de acordo com os dados divulgados pela Secretaria de Estado da Fazenda (SEF/SC) nesta quinta-feira (4)
Arrecadação catarinense cresce 5,7% em fevereiro
Economia

IPTU 2021 vence dia 10 de março em Jaraguá

Quem optar pelo pagamento a vista terá desconto de 10%
Política

Licitação para reforma da escola Albano Kanzler deve ser lançada em 30 dias

Obra é aguardada há 20 anos pela comunidade
Licitação para reforma da escola Albano Kanzler deve ser lançada em 30 dias
Economia

Transporte rodoviário tem novo piso mínimo de frete

Tabela foi publicada hoje no Diário Oficial da União
Transporte rodoviário tem novo piso mínimo de frete
Ver mais de Economia