ECONOMIA

Redesenho do pacto federativo vai trazer 'muito dinheiro' a Estados, diz Guedes

27 Mar 2019 - 18h07Por Eduardo Rodrigues e Idiana Tomazelli

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta quarta-feira, 27, que o Regime de Recuperação Fiscal (RRF) dos Estados, lançado no governo Temer, não funcionou. Ele voltou a prometer um novo programa de socorro aos governos estaduais.

"O RRF foi usado apenas em um lugar (Rio de Janeiro) e não deu certo. O programa é pouco potente. Vamos fazer o nosso próprio programa", afirmou Guedes, em audiência pública na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado. "O redesenho do pacto federativo vai trazer muito dinheiro aos Estados", prometeu.

Guedes voltou a tomar uma "bronca" do presidente da CAE, senador Omar Aziz (PSD-AM), sobre o tempo usado nas respostas. "O senhor não estourou o tempo, o senhor saiu de 9 para 22 minutos. Se a economia for assim também, sair de 9 para 22, tudo bem", brincou o Senador.

"Se os senhores não votarem, vamos ficar só no papo", respondeu Guedes.

Previdência

O ministro da Economia disse na audiência na CAE do Senado que todos os governadores estão a favor da reforma da Previdência porque as despesas com inativos nos Estados segue a dinâmica explosiva.

Ele voltou a afirmar que há risco de os servidores ficarem sem salários, caso a proposta não seja aprovada. "Não é ameaça. A máquina pública brasileira vai implodir, e é muito rápido", disse.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Economia

Petrobras anuncia nova alta nos preços da gasolina, diesel e gás

Reajuste será nas refinarias e entra em vigor amanhã
Petrobras anuncia nova alta nos preços da gasolina, diesel e gás
Economia

Prazo para entregar declaração do Imposto de Renda começa hoje

Receita espera receber 32,6 mi de declarações até 30 de abril
Prazo para entregar declaração do Imposto de Renda começa hoje

Mega-Sena sai para um apostador que ganha 49 milhões

Próximo sorteio será quarta-feira
Saúde

Entidades empresariais manifestam apoio ao decreto do Governo do Estado

Ver mais de Economia