vacina
ECONOMIA

Receita recebe 29,6 milhões de declarações até 19h desta terça, prazo final

30 Abr 2019 - 21h13Por Idiana Tomazelli

A Receita Federal registrou a entrega de 29,6 milhões declarações do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) até as 19h desta terça-feira (30), último dia para prestar as informações sem pagamento de multa pelo atraso. A expectativa é que sejam entregues 30,5 milhões de declarações até o fim do prazo, às 23h59.

Só nesta terça, já foram entregues mais de 3,6 milhões de declarações. Na segunda, foram 2,945 milhões.

A grande novidade este ano, segundo os auditores da Receita, foi o crescimento das entregas de declaração por meio de dispositivos móveis, com o uso do aplicativo "Meu Imposto de Renda". Foram 686,3 mil declarações nesta modalidade, mais que o dobro do ano passado (320 mil).

"Esse número é importante porque é mais que o dobro do ano passado e mostra que mobile é o caminho", afirmou o subsecretário substituto de Gestão Corporativa da Receita, Juliano Brito da Justa Neves. Segundo ele, as declarações por meio de dispositivo móvel representam 2,5% do total, um porcentual ainda pequeno. "Mas o importante é a tendência", disse, citando o crescimento de mais de 100% em um único ano.

"O importante é que a Receita apostou nisso, e esse será o futuro. Mostra claramente a necessidade desse caminho (mobile)", afirmou o supervisor nacional do IRPF, Joaquim Adir.

Ao longo dos dois meses de prazo para a entrega das declarações, não houve registro de ocorrências graves ou problemas tecnológicos, informou o subsecretário de Arrecadação, Cadastros e Atendimento da Receita, Frederico Faber.

A única ocorrência identificada, mas "superada sem maiores problemas" segundo o subsecretário, foi o fato de alguns contribuintes terem recebido, no ato da entrega da declaração, notificações sobre pendências de débitos, sobretudo com o eSocial. A pendência, porém, não impedia a entrega da declaração.

No próprio sistema, o contribuinte teve a opção de emitir as guias de pagamento para regularizar a situação. Já nos casos de quem tem imposto a restituir, mesmo que não efetue o pagamento, a Receita poderá fazer a compensação "de ofício", ou seja, abater automaticamente o valor devido.

Outra novidade neste ano foi a possibilidade de consulta ao extrato em cerca de 24h após a entrega da declaração. "Com isso, muitos contribuintes já fizeram imediatamente sua retificadora, então podem ter mais declarações (que as 30,5 milhões esperadas)", disse Adir.

A Receita informou que o programa ficará indisponível a partir da meia-noite desta quarta (1º) e que só reabre na quinta-feira (2/5) às 8h. Quem perdeu prazo e entregar a declaração a partir de quinta receberá já a notificação de lançamento da multa e precisará pagar 1% sobre o imposto devido ao mês (com valor mínimo de R$ 165,74 e máximo de 20% do imposto devido).

O pagamento das restituições ocorrerá em lotes e começa a partir do mês de junho.

Matérias Relacionadas

Economia

Responsável por 3,7% do PIB, setor de defesa é oportunidade para indústria de SC

Responsável por 3,7% do PIB, setor de defesa é oportunidade para indústria de SC
Geral

Senado aprova suspensão da dívida do RS com a União por três anos

Estado poderá direcionar R$ 23 bilhões para reconstrução
Senado aprova suspensão da dívida do RS com a União por três anos
Política

Governo indica Magda Chambriard para presidência da Petrobras

Ela substituirá Jean Paul Prates que pediu saída antecipada
Governo indica Magda Chambriard para presidência da Petrobras
Geral

Cresol promove Semana Nacional de Educação Financeira na região

Tema central será a Proteção Financeira, com foco em formas de o consumidor se prevenir contra golpes e fraudes financeiras.
Cresol promove Semana Nacional de Educação Financeira na região
Ver mais de Economia