Prates
Caraguá
ECONOMIA

Questão do BPC vai exigir nova análise do governo, diz Doria

20 Fev 2019 - 16h45Por Anne Warth e Renan Truffi

Apesar do descontentamento manifestado por vários governadores a respeito de alguns temas da reforma da Previdência, o governador de São Paulo, João Doria, disse que os Estados não devem se opor à proposta. "O sentimento é bom, positivo, e algumas recomendações serão oferecidas à equipe econômica", afirmou. "A posição de São Paulo e da bancada do PSDB na Câmara e no Senado será favorável à reforma."

Doria reconheceu que alguns Estados mostraram preocupação com as mudanças no Benefício de Prestação Continuada (BPC) e na aposentadoria rural. Na avaliação dele, as diferenças regionais podem ser atendidas, desde que não prejudiquem a estrutura da reforma. "Cada governador vai colocar suas questões, pois existem diferenças regionais", disse. "O tema do BPC vai exigir uma nova análise do governo, mas nenhum tema deve travar a reforma", opinou.

Segundo Doria, o governo fez uma apresentação muito completa aos governadores, com a participação de lideranças da Câmara e do Senado. O governador disse ainda que houve uma discussão polêmica, entre os governadores, para integrar a reforma dos militares à proposta da reforma da Previdência.

GNet

Matérias Relacionadas

Segurança

Banco Central comunica vazamento de dados de 160,1 mil chaves Pix

Foram vazados dados cadastrais da Acesso Pagamentos
Banco Central comunica vazamento de dados de 160,1 mil chaves Pix
Economia

Presidente negocia PEC para zerar impostos sobre combustíveis

Em 2021, a gasolina e o diesel subiram 47%, Etanol acumula alta de 62%
Presidente negocia PEC para zerar impostos sobre combustíveis
Economia

Sindicato dos Metalúrgicos da região e classe patronal fecham reajuste para 2022

Confira o reajuste que será concedido aos trabalhadores
Sindicato dos Metalúrgicos da região e classe patronal fecham reajuste para 2022
Geral

Mega-Sena acumula e próximo concurso deve pagar R$ 22 milhões

Próximo sorteio será no sábado
Mega-Sena acumula e próximo concurso deve pagar R$ 22 milhões
Ver mais de Economia