ECONOMIA

Presidente da CCJ dá prazo para que haja acordo sobre convocação de Guedes

18 Mar 2019 - 13h28Por Mariana Haubert e Camila Turtelli

O presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) da Câmara, Felipe Francischini (PSL-PR), decidiu não colocar na pauta da primeira reunião de trabalho do colegiado, nesta terça-feira (19), um requerimento de convocação do ministro da Economia, Paulo Guedes, apresentado pela oposição. O deputado deu prazo para que a oposição negocie com o governo um entendimento. A ideia é mudar a convocação para um convite, o que evitaria constrangimentos para Guedes.

Francischini disse ao Broadcast Político acreditar em um entendimento entre ambos os lados. "O interesse de todos nesse processo é o diálogo. Acho que não teremos problemas com isso", disse. Caso o acordo não seja possível, Francischini afirmou que incluirá o requerimento na pauta da sessão de quarta-feira, 20.

Líderes governistas querem transformar o pedido da oposição em convite porque, caso uma convocação seja aprovada, o ministro seria obrigado a comparecer ao colegiado, sob o risco de poder ser conduzido coercitivamente e ser punido por crime de responsabilidade.

Na semana passada, quando o colegiado foi instalado, o líder da oposição, Alessandro Molon (PSB-RJ), apresentou o requerimento.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Economia

Programa de Microcrédito de Jaraguá já tem adesão de instituição financeira

Termo de credenciamento da instituição foi assinado nesta quinta-feira
Programa de Microcrédito de Jaraguá já tem adesão de instituição financeira
Economia

Mais de 70% das indústrias têm dificuldades em conseguir matéria-prima

É o que revela pesquisa feita pela CNI
Mais de 70% das indústrias têm dificuldades em conseguir matéria-prima
Economia

Caixa paga hoje auxílio emergencial a nascidos em fevereiro

Benefício terá parcelas de R$ 150 a R$ 375
Caixa paga hoje auxílio emergencial a nascidos em fevereiro
Educação

Sicredi lança plataforma digital com cursos gratuitos para associados 

São mais de cem possibilidades de cursos
Sicredi lança plataforma digital com cursos gratuitos para associados 
Ver mais de Economia