ECONOMIA

Preços de bens de capital sobem 0,23% no IPP de fevereiro, diz IBGE

16 Abr 2019 - 11h22Por Daniela Amorim

Os bens de capital ficaram 0,23% mais caros na porta de fábrica em fevereiro, segundo os dados do Índice de Preços ao Produtor (IPP), que inclui a indústria extrativa e de transformação, divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O resultado ocorre após os preços terem aumentado 0,52% em janeiro.

Os bens intermediários registraram elevação de 0,64% nos preços em fevereiro, ante uma queda de 1,27% em janeiro.

Já os preços dos bens de consumo subiram 0,16% em fevereiro, depois de uma diminuição de 0,25% em janeiro. Dentro dos bens de consumo, os bens duráveis tiveram alta de 0,18% em fevereiro, ante aumento de 1,42% no mês anterior. Os bens de consumo semiduráveis e não duráveis avançaram 0,16% em fevereiro, após a redução de 0,61% registrada em janeiro.

A alta de 0,43% do IPP em fevereiro teve contribuição de 0,02 ponto porcentual de bens de capital; 0,35 ponto porcentual de bens intermediários; e 0,06 ponto porcentual de bens de consumo, sendo 0,05 ponto porcentual dos bens de consumo semiduráveis e não duráveis e 0,01 ponto porcentual dos bens de consumo duráveis.

O IBGE atualizou a amostra e as ponderações do IPP com base nos dados da última Pesquisa Industrial Anual (PIA), referente a 2016. A nova estrutura passa a investigar 416 produtos em cerca de 2.070 empresas.

A amostra anterior é composta por 324 produtos provenientes de 1.400 empresas. Como o IPP é um índice de preços, não houve mudanças na série histórica.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Geral

Número de acessos móveis no Brasil cresce e fecha 2020 com 234 milhões

Número é maior que população porque muitos têm mais de um chip
Número de acessos móveis no Brasil cresce e fecha 2020 com 234 milhões
Economia

Caixa paga seguro-desemprego em conta poupança social digital

Benefício começa a ser pago hoje
Caixa paga seguro-desemprego em conta poupança social digital
Geral

Empresa jaraguaense inova lançando acrílico antiviral

Parecido com o acrílico convencional, o Bold NanoPower mantém alto grau de transparência e pode passar pelos mesmos processos de beneficiamento, como corte, dobra, usinagem e moldagem, sem perder o poder virucida
Empresa jaraguaense inova lançando acrílico antiviral
Economia

Dólar fecha no menor nível em um mês após acordo sobre Orçamento

Bolsa de Valores tem pequena queda em dia de ajustes
Ver mais de Economia