Dia internacional das Mulheres
ECONOMIA

PMI composto da zona do euro sobe a 51,4 em fevereiro, mas indústria decepciona

21 Fev 2019 - 07h16Por Sergio Caldas

O índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) composto da zona do euro, que mede a atividade nos setores industrial e de serviços, subiu de 51 em janeiro a 51,4 em fevereiro, atingindo o maior nível em três meses, segundo dados preliminares publicados hoje pela IHS Markit. O avanço acima da marca de 50 indica expansão de atividade em ritmo mais forte. O resultado também surpreendeu analistas consultados pela Dow Jones Newswires, que previam alta um pouco menor do indicador, a 51,3.

Apenas o PMI industrial do bloco, porém, caiu de 50,5 em janeiro para 49,2 em fevereiro, com a leitura abaixo de 50 mostrando contração na atividade manufatureira. Trata-se do menor patamar do PMI industrial em 68 meses. Neste caso, a projeção do mercado era de estabilidade, a 50,5.

Já o PMI de serviços da zona do euro aumentou de 51,2 em janeiro para 52,3 em fevereiro, nível mais alto em três meses. A previsão era de alta menor, a 51,5. Com informações da Dow Jones Newswires.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Geral

Contribuinte pode destinar parte do IR para projetos sociais de Guaramirim

Todas as pessoas físicas podem fazer doações de recursos financeiros aos Fundos Municipais
Contribuinte pode destinar parte do IR para projetos sociais de Guaramirim
Economia

Aumento da gasolina também causa impacto no preço do etanol

Álcool acumula aumento de 21% desde janeiro
Aumento da gasolina também causa impacto no preço do etanol
Economia

Indústria brasileira cresce 0,4% de dezembro para janeiro

Setor teve expansão de 0,8% na média móvel trimestral
Indústria brasileira cresce 0,4% de dezembro para janeiro
Economia

Em nova coleção, Malwee aposta em versatilidade e moda atemporal

Marca apresenta peças atemporais como moletons, malhas texturizadas, calças jogger, jeans e tricôs clássicos para serem usados por vários invernos
Em nova coleção, Malwee aposta em versatilidade e moda atemporal
Ver mais de Economia