Dia internacional das Mulheres
ECONOMIA

PIB poderia crescer até 3%, 12 meses depois de aprovação da reforma, diz Marinho

28 Fev 2019 - 14h29Por Denise Luna

O Produto Interno Bruto Brasileiro (PIB) poderá crescer entre 2,9% e 3% depois da aprovação da reforma da Previdência, disse nesta quinta-feira, 28, o secretário especial da Previdência e Trabalho, Rogério Marinho. Nesta quinta, o PIB de 2018 foi divulgado e ficou dentro do esperado, em 1,1%, o mesmo que em 2017, refletindo a dificuldade de recuperação da economia brasileira.

"Acho que o PIB saiu dentro do imaginado. Quando teve a greve dos caminhoneiros foi sofreado o crescimento do País", justificou o secretário.

Segundo ele, a estimativa do crescimento do PIB foi feita esta semana pelo secretário de Política Econômica, Adolfo Sachsida, e seria conseguido 12 meses após a aprovação do texto no Congresso.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Geral

Contribuinte pode destinar parte do IR para projetos sociais de Guaramirim

Todas as pessoas físicas podem fazer doações de recursos financeiros aos Fundos Municipais
Contribuinte pode destinar parte do IR para projetos sociais de Guaramirim
Economia

Aumento da gasolina também causa impacto no preço do etanol

Álcool acumula aumento de 21% desde janeiro
Aumento da gasolina também causa impacto no preço do etanol
Economia

Indústria brasileira cresce 0,4% de dezembro para janeiro

Setor teve expansão de 0,8% na média móvel trimestral
Indústria brasileira cresce 0,4% de dezembro para janeiro
Economia

Em nova coleção, Malwee aposta em versatilidade e moda atemporal

Marca apresenta peças atemporais como moletons, malhas texturizadas, calças jogger, jeans e tricôs clássicos para serem usados por vários invernos
Em nova coleção, Malwee aposta em versatilidade e moda atemporal
Ver mais de Economia